Empresas Criação de empresas aumenta quase 20% em Março. Insolvências descem na mesma medida

Criação de empresas aumenta quase 20% em Março. Insolvências descem na mesma medida

O mês de Março assistiu ao nascimento de 4.097 novas empresas em Portugal, um crescimento homólogo de 18,9%. No mesmo período, 1.333 fecharam portas.
Criação de empresas aumenta quase 20% em Março. Insolvências descem na mesma medida
Paulo Duarte/Negócios
Rita Faria 19 de abril de 2017 às 18:12

Em Março, nasceram em Portugal 4.097 novas empresas, o que representa um aumento de 18,9% face ao mesmo mês do ano passado. Os dados constam do barómetro Informa, revelado esta quarta-feira, 19 de Abril, que mostra ainda que o número de insolvências caiu praticamente na mesma medida - 18,6% - para um total de 250 casos.

No mesmo mês encerraram em território nacional 1.333 empresas, uma descida de 1,8% face a Março de 2016.

Considerando os últimos 12 meses, os encerramentos desceram 12,5% e as insolvências 23%, enquanto os nascimentos cresceram 1,8%.

Os dados da Informa revelam que os sectores dos serviços, retalho e alojamento e restauração dominaram a criação de empresas em Março, tendo sido responsáveis por 57% dos novos negócios (2.342).

No entanto, foi o sector da agricultura, pecuária, caça e pesca que apresentou o maior aumento no número de empresas criadas, com uma subida de 77,8% para 224 negócios novos. Pelo contrário, as indústrias extractivas apresentaram a maior queda – menos 66,7% para apenas 2 empresas criadas.

No que respeita às insolvências, as indústrias transformadoras foram o sector com maior número de casos – 51, menos 10,5% face a Março de 2016.

O sector dos serviços, que lidera a lista de nascimentos, também encabeça o ranking dos encerramentos, com 356 casos registados no mês passado, mais 6,6% do que em igual período do ano passado.

Em termos geográficos, Lisboa destaca-se tanto no número de nascimentos como no de encerramentos, com 1.302 empresas criadas e 445 que fecharam portas. 


A sua opinião4
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Boas noticias 19.04.2017

Gosto de ler destas, vitalidade e capacidade

Não há palavras ! 19.04.2017

Perante isto, o que dizer ? Não tenho palavras. Não há adjetivos para este governo. Dizer que este governo é otimo, torna-se banal. Considera-lo excecional, é uma evidencia. Denomina-lo de fenomenal é piroso. Desisto. Digo simplesmente que este governo é uma maquina. Que governe por muitos anos !!!

Anónimo 19.04.2017

Continuem a reverter as reformas da troika UE-FMI e a limpar o rabo às recomendações da OCDE.

Conselheiro de Trump 19.04.2017

Mais vinte IMPARIDADES,com propeccao de mais vinte daqui por pouco tempo.

pub
pub
pub
pub