Empresas Governo afirma respeitar decisão de Miguel Frasquilho de sair da AICEP

Governo afirma respeitar decisão de Miguel Frasquilho de sair da AICEP

Em comunicado, o ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, afirma respeitar a decisão de Miguel Frasquilho que esta sexta-feira, em entrevista à TSF, admitiu que não deverá renovar o mandato na liderança da AICEP.
Governo afirma respeitar decisão de Miguel Frasquilho de sair da AICEP
Miguel Baltazar
Lusa 18 de Novembro de 2016 às 19:53
O ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, disse hoje respeitar a decisão de Miguel Frasquilho de "realizar apenas um mandato" como presidente da AICEP e adiantou que a futura administração será "comunicada oportunamente".

Miguel Frasquilho revelou hoje, em entrevista ao Diário de Notícias e TSF, ter comunicado ao Governo que, quando acabar o mandato na Agência para o Investimento e o Comércio Externo de Portugal (AICEP), no final deste ano, pretende "abraçar novos desafios profissionais".

Em comunicado enviado à Lusa, o ministro Augusto Santos Silva afirma respeitar a decisão de Miguel Frasquilho.

"O ministro dos Negócios Estrangeiros respeita essa decisão e deseja, na ocasião em que ela é conhecida, agradecer publicamente ao doutor Miguel Frasquilho a dedicação e competência com que desempenhou a sua função", lê-se na nota.

Segundo o Ministério dos Negócios Estrangeiros, que tutela a AICEP, a administração presidida por Frasquilho "completará naturalmente o seu mandato, nos termos normais" e "oportunamente será comunicada a composição da nova administração".

Na entrevista TSF/DN, o presidente da AICEP recorda que foi nomeado pelo anterior primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, mas afasta qualquer relação entre a saída da



A sua opinião2
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado matita42 Há 2 semanas

Não deve ser alheio a esta saída o facto de ter sido, por indicações expressas de Paulo Portas, que conseguiu trazer para Portugal o WEB SUMMIT, porem antes durante e depois, nem uma só referência estes "democratas" do governo fizeram ao assunto, tanto ao mérito dele como do governo anterior.
Este governo limitou-se a receber o evento é a proporcionar-lhe as condições conhecidas.
FOI INDIGNO DA PARTE DESTE GOVERNO.

comentários mais recentes
Pedro Há 2 semanas

E submarinos? parece que também foi o responsável por trazer essa sucata e levar uns milhões...

matita42 Há 2 semanas

Não deve ser alheio a esta saída o facto de ter sido, por indicações expressas de Paulo Portas, que conseguiu trazer para Portugal o WEB SUMMIT, porem antes durante e depois, nem uma só referência estes "democratas" do governo fizeram ao assunto, tanto ao mérito dele como do governo anterior.
Este governo limitou-se a receber o evento é a proporcionar-lhe as condições conhecidas.
FOI INDIGNO DA PARTE DESTE GOVERNO.

pub
pub
pub
pub