Construção Mota-Engil confirma contratos de 320 milhões na Costa do Marfim

Mota-Engil confirma contratos de 320 milhões na Costa do Marfim

As acções da Mota-Engil estão a disparar 5% no dia em que a empresa confirma dois contratos de sete anos na Costa do Marfim no sector dos resíduos.
Mota-Engil confirma contratos de 320 milhões na Costa do Marfim
Diogo Cavaleiro 12 de setembro de 2017 às 14:08

A Mota-Engil assegurou contratos de 320 milhões na área dos resíduos da Costa do Marfim. Com esta confirmação, sobre uma operação revelada pelo Negócios no início de Agosto, a construtora alarga para oito o número de países em que está presente na área de recolha e tratamento do lixo.

 

"A Mota-Engil informa sobre a assinatura, com o Ministério da Saúde, Ambiente e Desenvolvimento Sustentável da Costa do Marfim, de dois contratos com um valor total de cerca de 320 milhões de euros", adianta a empresa presidida por Gonçalo Moura Martins em comunicado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

 

Em causa está a "limpeza urbana, recolha e transporte de resíduos sólidos urbanos" em dois sectores da capital, sendo que os dois contratos assinados pela Mota-Engil África se estendem por sete anos.

 

"O conjunto das duas operações envolverá cerca de 280 viaturas e 2 mil colaboradores, servindo cerca de 4,6 milhões de habitantes e, prevê-se, incluirá a recolha de mais de 8 milhões de toneladas de resíduos urbanos", prevê a empresa.

 

A 1 de Agosto, o Negócios explicava que a construtora portuguesa tinha apresentado o preço mais baixo nos três lotes do concurso que tinha sido lançado pelo Governo da Costa do Marfim. Só que a mesma empresa só poderia ficar com dois lotes. Aí, era avançado que ainda estava a decorrer a fase de negociação, pelo que só em Setembro haveria a assinatura dos contratos. O que foi agora concretizado, alargando para oito o número de países em que a Mota está neste sector.

 

As acções da Mota-Engil estão a disparar 5,18% esta terça-feira, fixando-se nos 2,66 euros, tendo tocado no valor mais alto desde Junho. É o décimo dia seguido de avanços.




A sua opinião5
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Marcelino Há 1 semana

A Teixeira Duarte tem de olhar, e contratar o Paulo Portas, o Seixas da Costa, o jorge Coelhone, etc. Senão, não há obras e a coisa corre mal

Ze nabo Há 1 semana

Compra bcp, cofina, e soares da costa e outras que essas e que sao boas....

MOTA ENGIL em 8 paises, Há 1 semana

Está em 8 Países, tantos negócios , e no 1º semestre teve uns míseros 4 milhões de lucros, sem duvida a cotação só serve para especulação e nada mais,

DO ALTO DO MARÃO Há 1 semana

Mais outro venenoso

ver mais comentários
pub
pub
pub
pub