Telecomunicações Oi arranca na segunda-feira com programa para acordo com pequenos credores

Oi arranca na segunda-feira com programa para acordo com pequenos credores

A operadora informou que o tribunal aprovou um programa para acordo com credores que prevê a antecipação de 90% do valor para credores com dívida inferior ou igual a 50 mil reais.
Oi arranca na segunda-feira com programa para acordo com pequenos credores
Reuters
Sara Ribeiro 23 de junho de 2017 às 15:08

A Oi anunciou que vai iniciar a partir do dia 26 de Junho um programa para acordo com credores da empresa, que está em recuperação judicial.

Em comunicado, emitido esta sexta-feira, 23 de Junho, a operadora que tem a Pharol como maior accionista, informa que a medida foi autorizada pelo tribunal que está responsável pelo processo da empresa.

Para os credores com dívida inferior ou igual a 50 mil reais (cerca de 13,4 mil euros), o programa prevê a antecipação de 90% do valor, "mediante a aceitação do acordo pelo credor Oi no prazo e nas condições previstos no programa para acordo com credores", segundo a Oi.

Os 10% do crédito remanescente serão recebidos "após a homologação do Plano de Recuperação Judicial".

Já os credores com crédito superior a 50 mil reais também terão o direito de participar do programa e de receber uma antecipação do valor, mediante as mesmas condições. Ou seja, "da aceitação do acordo pelo credor Oi no prazo e nas condições previstos no programa para acordo com credores". O excedente do crédito também será pago na forma do Plano de Recuperação apresentado a 29 de Maio.

No comunicado a Oi sublinha que este programa "beneficiará os credores participantes na medida em que possibilitará a antecipação de parte do valor objecto do programa".

E informa que na segunda-feira, 26 de Junho, irá disponibilizar mais informações sobre o programa em causa no sue site.




A sua opinião4
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
jose santos 23.06.2017

Gostava de saber como se irá resolver a situação dos obrigacionistas da pt.
Palpita-me que vamos ficar a ver a ver navios....

Bruno Costa 23.06.2017

Como será para os obrigacionistas da PT Finance? Os que não se fizeram representar individualmente. Seráo considerados como credores abaixo dos 50.000 reais? Ou englobados no 'bolo' da PT Finance? Se alguém tiver ideias/comentários agradecia!

O NEGOCIOS ESTÁ FELIZ E CONTENTE 23.06.2017

COM MAIS UMA QUEDA DE 3 % DO BCP quando no último segundo perdia 0.5% depois no ÚLTIMO CAGAGÉSSIMO PIMBA TOMA LÁ 3 % PARA BAIXO o sr TOLOÇES PEREIRA VAI passar um fim de semana em grande enquanto o DETUSH caiu 0.1 % mas DEUS é GRANDE

Anónimo 23.06.2017

A OI começa a arrumar a casa ... com tranquilidade as coisas vão acontecendo .... boas perspectivas para os pequenos accionistas da Pharol.

pub