Turismo & Lazer Pestana sobe salário mínimo para 600 euros

Pestana sobe salário mínimo para 600 euros

O grupo hoteleiro vai actualizar em 25 euros a remuneração mais baixa paga na empresa, em linha com a actualização do salário mínimo nacional.
Pestana sobe salário mínimo para 600 euros
Wilson Ledo 26 de janeiro de 2017 às 17:15

Os hotéis Pestana preparam-se para subir o salário mínimo dentro da organização para os 600 euros já em Fevereiro. A novidade foi avançada ao Negócios por José Theotónio, CEO do maior grupo hoteleiro português.

"No exercício económico de 2016, apenas cerca de 200 dos nossos colaboradores receberiam o valor de salário mínimo nacional. Mas, por uma questão de política de gestão, o Pestana Hotel Group instituiu uma ‘Remuneração Mínima Pestana’ com o valor de 575 euros", confirmou. Nessa altura, o salário mínimo nacional fixa-se nos 530 euros.


Agora, com a subida nacional para os 557 euros em 2017, o grupo hoteleiro fundado por Dionísio Pestana segue em linha e actualiza a remuneração base dentro do grupo em 25 euros, fixando-a nos 600 euros. Há "mais de quatro anos" que a empresa aplica a 'Remuneração Mínima Pestana', que tem estado entre 6 e 8% acima do valor do salário mínimo nacional.


Numa altura em que se discute o chumbo da descida da Taxa Social Única, como forma de compensar as empresas pela subida do salário mínimo nacional, José Theotónio acredita que a "redução do IRC" poderia ser uma solução.


"Ou, como medida alternativa, através da redução da factura energética, nomeadamente reduzindo as taxas que incidem sobre o consumo efectivo", apontou em resposta ao Negócios.


O grupo Pestana conta com 90 hotéis em 16 países, 66 dos quais em Portugal. No país, o negócio hoteleiro emprega directamente cerca de 2.500 pessoas.

(Notícia actualizada às 19:42 com mais informação)




A sua opinião6
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
investidor1 29.01.2017

https://goo.gl/forms/5NG11J4NNSpEtum92

Oobrigado!

Anónimo 29.01.2017

... e depois ha os que trabalham ha mais de 40 anos nos grupo e ganham 800 euros, com aqueles novos que entram para a mesma função ganhando praticamente o mesmo.

Grupo exploratorio com milhões de lucros, que ha various anos nem bons anuais mais da aos funcionários.

Anónimo 28.01.2017

Tudo treta. Isso é para os quadros...já os restantes...ganham o mínimo, com contratos precários ou pior...eu deixei um emprego seguro para ir para esse grupo e agora estou desempregada e sem direito a subsidio de desemprego. Para mim este grupo morreu. Ainda por cima deram uma desculpa esfarrapada.

JR 27.01.2017

- e o hipócrita da bandeirinha na lapela deixou?

ver mais comentários
pub
pub
pub
pub