Energia Produção total da EDP diminui 6% nos primeiros seis meses do ano

Produção total da EDP diminui 6% nos primeiros seis meses do ano

A eléctrica liderada por António Mexia comunicou ao mercado esta manhã que, no primeiro semestre, a capacidade instalada da empresa aumentou quase 7%, graças à nova capacidade eólica e à nova capacidade hídrica em território nacional. Contudo, a produção total caiu 6%.
Produção total da EDP diminui 6% nos primeiros seis meses do ano
Bruno Simão/Negócios
Negócios 14 de julho de 2017 às 08:02

Nos primeiros seis meses do ano, a capacidade instalada da EDP subiu 6,9%, fruto de "707 MW de nova capacidade eólica (dos quais 628MW nos EUA); (ii) nova capacidade hídrica em Portugal (+991MW), fruto da entrada em operação das centrais de Venda Nova III e Foz Tua".

Contudo, e de acordo com os dados enviados pela eléctrica liderada por António Mexia à CMVM, a produção total recuou 6% nos primeiros seis meses deste ano, quando comparado com o mesmo período de 2016. Esta evolução, explica a empresa, deve-se aos "menores recursos hídricos na Ibéria (em Portugal, volumes hídricos foram 42% abaixo da média vs. 68% acima no primeiro semestre de 2016), e maior produção eólica resultante do aumento de capacidade e maior factor de utilização médio". "A produção hídrica e eólica representou 60% da produção total no primeiro semestre de 2017", pode ler-se ainda no comunicado com os dados operacionais previsionais.


No que diz respeito à distribuição de electricidade em Portugal, na primeira metade do ano verificou-se um aumento de 0,7%, dado crescimento da procura durante o segundo trimestre. A electricidade distribuída na Península Ibérica subiu 0,4%.


Quanto ao gás distribuído na Península Ibérica, houve um aumento de 7% no primeiro semestre comparativamente com o período homólogo do ano anterior "reflectindo essencialmente um crescimento de 9% no gás distribuído em Espanha, fruto de um aumento dos volumes tanto nos clientes industriais, no Norte de Espanha, como nos clientes residenciais em resultado das baixas temperaturas durante o primeiro trimestre de 2017".


Produção cai no Brasil


Fruto da menor procura da indústria, a electricidade distribuída pela EDP Brasil registou uma diminuição de 0,3% no primeiro semestre deste ano. A eléctrica informou ainda o regulador que a produção de electricidade caiu 12% em relação ao período homólogo "resultado de uma diminuição da produção hídrica e térmica".


Produção eólica da EDP sobe


A produção eólica da EDP aumentou 9% durante a primeira metade do ano face ao período homólogo, impulsionada por um "aumento na capacidade instalada assim como maiores recursos eólicos face ao período homólogo", acrescenta o comunicado com os dados operacionais previsionais.




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub