Tecnologias O que esperar do novo iPhone?

O que esperar do novo iPhone?

No ano em que o iPhone celebra uma década, a Apple prepara-se para lançar um novo modelo que deverá chamar-se iPhone X. O fim do botão “home” e a funcionalidade de carregar sem fios podem ser algumas das novidades que serão apresentadas no novo auditório Steve Jobs.
O que esperar do novo iPhone?
.
Sara Ribeiro 11 de setembro de 2017 às 12:48

A um dia da Apple apresentar o novo iPhone, são muitos os rumores sobre as eventuais características do smartphone que este ano celebra o décimo aniversário. Para comemorar a data, a tecnológica prepara-se para lançar um modelo com as maiores alterações desde que o iPhone foi lançado, segundo vários sites especializados. E as novidades não ficam por aqui.

Para marcar uma década de iPhone, o aparelho que revolucionou o mercado dos telemóveis, a apresentação dos novos membros da família da Apple vai ser feita no anfiteatro Steve Jobs no Apple Park, na nova sede da tecnológica que abrirá as portas ao público pela primeira vez.

Como é hábito, meses antes do iPhone ser apresentado começam a circular rumores sobre as novidades do aparelho. E segundo as notícias que têm publicadas, a Apple poderá surpreender os fãs com três novos modelos.

O modelo que dará mais que falar, o topo de gama, deverá denominar-se iPhone X. Este dispositivo terá um ecrã OLED de 5.8 polegadas e deverá custar pelo menos 1.000 dólares.

Uma das principais alterações do iPhone X é a ausência do botão "home", que tem integrado todos os modelos desde que o iPhone foi lançado em 2007.

O smartphone vai ter um ecrã que ocupa a maioria do ecrã frontal - semelhante aos novos dispositivos da Samsung – e o objectivo da tecnológica é que os utilizadores passem a controlar as tarefas, como ir à rede principal de aplicações, através de gestos.

O fim deste botão representa também o desaparecimento da funcionalidade do TouchID através da qual os utilizadores desbloqueavam o aparelho através da impressão digital. O objectivo da Apple, com o novo smartphone, é que a operação passe a ser feita através do reconhecimento facial.

Já o botão "power" deverá manter-se do lado direito, tal como nos últimos modelos do iPhone.

Mas as mudanças não ficam por aqui. A Apple terá também incluído uma banda de aço inoxidável à volta do dispositivo, a qual terá cortes nos cantos para a antena de modo a melhorar a recepção do sinal de rede.

Além de ter mais memória RAM, câmaras melhores e um novo sistema operativo, o iOS 11, o novo smartphone da Apple também deverá incluir a tecnologia de carregar sem fios. Esta é uma das funcionalidades que os fãs da Apple aguardam há bastante tempo, estando já disponível há alguns anos nos dispositivos com o sistema Android.

Além do iPhone X a Apple deverá também apresentar o iPhone 8 e o iPhone 8S, seguindo os padrões de actualização, contendo apenas pequenas melhorias, face aos modelos anteriores. Motivos pelos quais o iPhone X estará no centro das atenções da conferência da Apple que está agendada para dia 12 de Setembro 10h (18h desta terça-feira, 12 de Setembro, em Portugal).




A sua opinião2
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado Anónimo Há 1 semana

Não vai ter qualquer componente português nem qualquer rival lusitano.

comentários mais recentes
Não se entende Há 1 semana

Tenho um 5s há 2 anos e obviamente está pronto para os próximos 10 anos, lançam todos os anos um modelo e pedem um balúrdio, cada vez mais comerciais, caem na banalidade.

Anónimo Há 1 semana

Não vai ter qualquer componente português nem qualquer rival lusitano.

pub