Trading Jim Rogers: "O pior 'crash' da nossa vida está a chegar"

Jim Rogers: "O pior 'crash' da nossa vida está a chegar"

O lendário investidor diz que os ETF são os activos que mais vão perder. E deixa vários conselhos para ganhar com a crise.
Jim Rogers: "O pior 'crash' da nossa vida está a chegar"
Reuters
Mariana Adam 26 de setembro de 2017 às 12:32

Com os mercados em máximos, muito se tem escrito sobre a iminência do rebentar de uma bolha. Há quem acredite que se tratará ‘apenas’ de uma correcção, mas há quem assegure que o pior ‘bear market’ que já vivemos está para breve.

O conhecido investidor americano, co-fundador, com George Soros, do Quantum Fund, assegura que o pior "crash" das nossas vidas ocorrerá no curto prazo (ainda este ano, no máximo no próximo). Numa entrevista citada pelo Marketwatch, Jim Rogers diz que a culpa da dimensão desta bolha é o nível de dívida da economia mundial.

 

O guru avisa que os investidores de retalho que estão a apostar em fundos negociados em bolsa vão estar particularmente vulneráveis neste próximo grande "crash". Jim Rogers deixa mesmo uma mensagem para os detentores de ETF: "Quando entrarmos no mercado do urso, muitos vão pensar: 'Oh, meu Deus, eu tenho um ETF e eles entraram em colapso. Desceram mais do que qualquer outra coisa’". Jim Rogers explica que isto vai acontecer porque a maioria das pessoas está a optar por investir em Exchange Traded Fund  - que são compostos por um conjunto diversificado de activos (como um fundo de investimento), que transacciona numa Bolsa (como uma acção). Os ETF tornaram-se populares porque são encarados como uma forma fácil, de baixo custo e eficiente em termos fiscais de investir.

Há oportunidades de investimento na crise

O também presidente da Rogers Holdings - que previu o início do movimento altista das "commodities" em 1999 - revelou estar preocupado com a sobreavaliação das acções e a amplitude do mercado - ou seja, o número de acções que continua a valorizar versus as que desvalorizam. Apesar deste cenário catastrofista, o investidor acredita que há oportunidades a explorar.

"Se decidir concentrar-se nas acções que não estão nos ETF, vai haver oportunidades fabulosas porque são títulos actualmente ignorados", aconselha. "Alguns estão a ter muito, muito boas performances. E ninguém está a comprar, porque neste momento apenas os ETF compram acções ". O investidor sugere que, nesta fase, uma boa aposta são os mercados "negligenciados e detestados" e dá exemplos: "agricultura e acções russas", acrescentando que continua a ser fã das acções chinesas. 

Jim Rogers revela que tem investimentos em ouro, mas desde 2010 que não compra ou vende este metal precioso, e acredita que o ouro "ainda não teve suficientes correcções". "Ele ainda vai subir, muito, muito, muito antes da actual corrida terminar. Além de que ainda há muitas pessoas que adoram o ouro ", concluiu.

Conheça mais sobre as soluções de trading online da DeGiro.



Conheça mais sobre as soluções de  trading online da DeGiro.