Economia Autarcas não sabem do dinheiro dos donativos para incêndio de Pedrógão

Autarcas não sabem do dinheiro dos donativos para incêndio de Pedrógão

Os presidentes das câmaras de Pedrógão Grande, Castanheira de Pêra e Figueiró dos Vinhos dizem que foram abertas “dezenas de contas” abertas para canalizar donativos para o incêndio mas não fazem ideia para onde foi o dinheiro, escreve o i.
Autarcas não sabem do dinheiro dos donativos para incêndio de Pedrógão
Reuters
Negócios 05 de setembro de 2017 às 09:35

Depois do trágico incêndio de Pedrogão Grande foram abertas "dezenas de contas" em vários bancos por entidades públicas e privadas para canalizar donativos. Porém, as três autarquias mais afectadas pela catástrofe "desconhecem o destino do dinheiro", reconheceu o presidente da câmara de Pedrógão Grande, Valdemar Alves, ao i. O jornal conta que os autarcas têm fortes suspeitas de que tenha havido desvio de verbas.

 

Já esta segunda-feira, o autarca havia defendido à RTP que o Ministério Público investigasse as contas abertas para recolha de fundos para as vítimas e o destino que lhes estava a ser dado.

 

Os autarcas vão pedir precisamente ao Ministério Público que averigúe, junto do Banco de Portugal, quais as entidades que abriram contas, os montantes depositados e para onde foram canalizados. "Não sabemos o paradeiro desse dinheiro e há-de haver contas abertas que desconhecemos", acrescenta o autarca de Pedrógão. Há também receios de que tenha havido desvio de dinheiro de contas abertas no estrangeiro, "mais difíceis de controlar".

 

Esta terça-feira, os três autarcas vão reunir-se para decidir que outras medidas tomar sobre este tema.

 

Após a tragédia, foram criados vários fundos geridos por diversas entidades para canalizar verbas para as vítimas. A União das Misericórdias Portuguesas, por exemplo, recolheu 1,2 milhões de euros, enquanto a Cáritas de Coimbra juntou 900 mil euros. O Governo também criou um fundo de solidariedade para coordenar a entrega de verbas, o Revita. O autarca de Pedrógão diz que "todos os fundos deviam ter ido para o Revita".

 

Apesar de em Julho se ter falado de um total de 13 milhões de euros de verbas recolhidas, o autarca de Pedrógão diz que o valor final nunca foi apurado de forma oficial.




A sua opinião18
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado Patriotaresidente Há 2 semanas

Então não foi criada mais uma comixão para gerir esses dinheiros?
Há por aí tanta comixão, é só comixões: Comixão pra isto comixão paa aquilo.
Alguém tem de pagar a essas comixxões
Alguém está a fazer contas; tanto pra ti tanto pra mim, então e para os que precisam não vai nada?

comentários mais recentes
Anónimo Há 1 semana

Agora as pessoas ficaram a arder duas vezes: a primeira foi a suspeita de um relâmpago que fez o mato arder e a segunda foi o sumiço relâmpago do dinheiro doado voluntariamente por milhões de pessoas. Engraçado é que depois desse tal relâmpago (culpado) pelo fogo posto, surgiu mais de 100 focos .

A grande Herança da quadrilha do laranjal escavaca Há 2 semanas

Os betinhos do laranjal sabem do dinheiro,quando acusam os outros eles bem sabe quem o tem,o povo já sabe quem são os ladrões dos nossos impostos.a direi-talha esta carregada e não tem vergonha que o seu povo passe mal e querem votos,o povo foi sábio correu com eles e bem corridos

Engorda porcos Há 2 semanas

Só numa conta aberta na CGD entraram 2 milhões "para ajudar" as vítimas, mas essa massa foi usada para engordar porcos.

DJ viajante Há 2 semanas

Mais uma prova que Costa nao sabe gerir e navega ao sabor das ondas na companhia do timoneiro presidencial: 2 incapazes a beber copos na rambla mirando as pernas das turistas.

ver mais comentários
pub
pub
pub
pub