União Europeia Costa informa Rui Moreira que escolheu Lisboa para candidatura a Agência Europeia do Medicamento

Costa informa Rui Moreira que escolheu Lisboa para candidatura a Agência Europeia do Medicamento

O primeiro-ministro decidiu candidatar Lisboa para acolher a Agência Europeia do Medicamento (EMA, na sigla em inglês) por "ser factor de preferência a existência de Escola Europeia, que só Lisboa poderá vir a ter", revela uma carta a que a Lusa teve acesso.
Costa informa Rui Moreira que escolheu Lisboa para candidatura a Agência Europeia do Medicamento
Lusa 13 de junho de 2017 às 13:11

Numa carta dirigida ao presidente da Câmara do Porto na quinta-feira, e hoje divulgada, o primeiro-ministro diz ser "o primeiro a lamentar não ter sido possível candidatar o Porto porque muito gostaria de também, por esta via, contribuir para reforçar a crescente internacionalização da cidade".

 

A "conveniência da proximidade do Infarmed" é outro dos factores apontados por António Costa como justificação para candidatar Lisboa, e não o Porto, a acolher a sede da EMA que deve abandonar Londres com a saída do Reino Unido da União Europeia.

 

O presidente da Câmara do Porto, o independente Rui Moreira, revelou na reunião camarária de 16 de maio ter escrito ao primeiro-ministro a "mostrar o interesse" em acolher a sede da EMA.

 

Na sessão do executivo de hoje, Rui Moreira adiantou ter recebido a resposta na segunda-feira.

 

Na missiva, o primeiro-ministro revela que o Governo estudou "a possibilidade de candidatar as cidades de Lisboa e Porto" à EMA, tendo duas razões conduzido "à opção por Lisboa".

 

Costa cita na carta "a conveniência da proximidade do Infarmed, agência nacional do medicamento" e o facto de "ser factor de preferência a existência de Escola Europeia, que só Lisboa poderá vir a ter, beneficiando da sinergia da preexistência de outras agências europeias".

 

De acordo com António Costa, estas outras agências instaladas em Lisboa permitiriam "alcançar o número mínimo de funcionários das instituições europeias necessárias para a instalação da Escola".

 




A sua opinião19
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
O PSD igual a si próprio. Dá o dito por não dito 17.06.2017

O PSD fez um 'lobby' nortenho, mesmo contrariando o voto favorável que já fez na AR, para que a Agência do Medicamento viesse para Lisboa.
Ou seja, dá o dito por não dito., mesmo sabendo que esta divisão pode levar a que Portugal seja excluído.
Eles estão a borrifar-se para o país.

PARA O PSD INTERESSA NÃO O PAÍS MAS O PARTIDO 17.06.2017

Este 'lobby' do PSD nortenho é manifestamente um golpe político e nada tem a ver com a ida da Agência do Medicamente para a terra dos bimbos.
Trata-se apenas de um ataque político ( POR ISSO É SÓ GENTE DO PSD ) contra o Governo, mesmo sabendo que esta divisão pode gorar a vinda da Agência

Anónimo 13.06.2017

Aparecem aqui comentários que metem dó!
Então, acham que esta merda deveria ir para o Lixoboa? E depois? Entregavam-na ao GENRO DO CAVACO ou lá ao caralho que vos foda!!!

FVV 13.06.2017

Aparecem aqui comentários que metem dó!
Então, acham que esta merda deveria ir para o Porto? E depois? Entregavam-na à SELMINHO ou lá ao caralho que vos foda!!!

ver mais comentários
pub
pub
pub
pub