Ambiente Ex-deputado socialista assegura Florestas e Desenvolvimento Rural

Ex-deputado socialista assegura Florestas e Desenvolvimento Rural

"O partido decidirá o que pretende da minha pessoa". São palavras de Miguel Freitas à Voz do Algarve em 2014. Três anos depois, o antigo deputado socialista é chamado para o Governo.
Ex-deputado socialista assegura Florestas e Desenvolvimento Rural
Diogo Cavaleiro 13 de julho de 2017 às 20:21

O presidente da Federação do Partido Socialista do Algarve é o novo secretário de Estado da Floresta e do Desenvolvimento Rural. Com 56 anos, Miguel João Pisoeiro de Freitas esteve no Parlamento desde 2005 até 2015.

 

Miguel Freitas ocupa o lugar até aqui ocupado por Amândio Torres no Ministério liderado por Capoulas Santos.

 

Com um mestrado em Economia Agro-Alimentar, o ex-deputado socialista tem exercido funções no sector. Foi director-regional de Agricultura do Algarve, tendo curriculum no sector como tendo sido coordenador de agricultura e pescas na Representação de Portugal junto da União Europeia.

 

Na sua actividade parlamentar, muitas das perguntas que deixa aos governos são sobre o tema. Além disso, é o coordenador do grupo parlamentar socialista da comissão de Agricultura e Mar. Pertenceu ao grupo de trabalho para a análise da problemática dos incêndios florestais.

 

Foi eleito em 2005 pelas listas do PS, tendo sido reeleito nas duas eleições legislativas que se seguiram, sempre pelo círculo eleitoral de Faro.

 

"O partido decidirá o que pretende da minha pessoa"

 

Ainda antes de terminar a anterior legislatura, em Junho de 2014, Miguel Freitas deu uma entrevista ao jornal A Voz do Algarve. Questionado sobre o que poderia ainda fazer pelo seu círculo, defendeu o seu trabalho.

 

"Vou cumprir 10 anos enquanto deputado, e devo dizer que é uma actividade muito exigente, onde tenho procurado, sempre, dar o máximo de mim nas minhas funções", indicou.

 

Sobre o futuro, foi mais enigmático: "A seu tempo, o partido decidirá o que pretende da minha pessoa e eu cá estarei. Estou sempre disponível para o trabalho, para aquilo que é preciso fazer. No momento certo serei sujeito a avaliação e o partido tomará as suas decisões".

 

A 14 de Julho, pelas 19:30, vai receber as novas funções com a posse concedida pelo Presidente da República. Miguel Freitas será secretário de Estado das Florestas e do Desenvolvimento Rural num momento de debate sobre o tema, na sequência do incêndio florestal de Pedrógão Grande, que vitimou fatalmente 64 pessoas.

 

No Parlamento, está em debate o pacote com diplomas sobre a floresta, mas o Partido Socialista pediu o adiamento da sua discussão. 


(Notícia corrigida às 15:40: Miguel Freitas deixou de ser deputado em 2015)




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub