Política Dois terços dizem que Rio faria melhor do que Passos

Dois terços dizem que Rio faria melhor do que Passos

Se em vez de Passos Coelho, fosse Rui Rio o líder da oposição, a vida complicava-se para António Costa. Jovens mostram-se menos entusiastas com o ex-autarca do Porto.
Dois terços dizem que Rio faria melhor do que Passos
Miguel Baltazar/Negócios
Manuel Esteves 09 de Novembro de 2016 às 07:00

Tanto o PS como António Costa têm vindo a ganhar terreno face ao PSD e Passos Coelho, segundo o barómetro da Aximage. Mas será que a história seria diferente se no lugar de Passos Coelho estivesse Rui Rio? Uma sondagem da Aximage, feita para o Negócios e Correio da Manhã, diz que sim.

Dois em cada três portugueses consideram que Rio conseguiria ganhar mais votos ao PS do que o actual líder do PSD. Como seria de esperar, os eleitores dos outros partidos são mais duros na avaliação que fazem de Passos. Aquela percentagem sobe para 75% entre os eleitores do PS e é de 69% entre os votantes do Bloco e CDS e de 65% para os comunistas. Menos impiedosos, os eleitores do PSD preferem ainda assim Rui Rio: 58% dizem que o ex-presidente da Câmara do Porto faria melhor, contra 36% que dizem não haveria diferença.

Costa teria a vida mais difícil

Entre António Costa e Pedro Passos Coelho, os eleitores têm uma preferência clara, segundo o barómetro da Aximage: Quase o dobro prefere Costa como primeiro-ministro (55% contra 30% que prefeririam Passos). Então e se o líder da oposição fosse Rui Rio? Nesse caso, a diferença estreitava-se de forma significativa, passando de 25 pontos para apenas cinco: 48% dizem que Costa é melhor primeiro ministro do que seria Rui Rio, que recolhe a preferência de 43%.

Jovens menos abertos a Rio

Curiosamente, são os jovens que depositam menos esperanças em Rio. Só 54% acha que faria melhor do que Passos, enquanto entre os eleitores com mais de 65 anos esta percentagem sobe para 75%. Também no duelo entre Rio e Costa se nota esta clivagem etária. Até aos 34 anos, são 52% os eleitores que preferem Costa face a Rio (contra 48% da população total). Já acima dos 65 anos, regista-se um empate técnico: 45% para os dois políticos.

Quanto aos aspectos relacionados com o género, qualificações ou região, estes não parecem ter grande reflexo nas preferências manifestadas.

A sondagem foi realizada a 31 de Outubro e 1 de Novembro.




A sua opinião37
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo Há 3 semanas

Este candidato à liderança do PSD tem muito boas relações pessoais com o comuna que neste momento governa o País, não lhe auguro muito sucesso nesta sua intenção de se candidatar à presidência do Partido. Da minha parte não terá qualquer apoio, eu não voto em amigos de comunas golpistas.

Anónimo Há 3 semanas

Sondagens eh eh eh. eh deve ser a eurosondagem do Oliveira o politólogo, que nunca
acerta em nada. O que ele disse das eleições americanas ? Só para rir....
Aguenta Passos que nem " a conversa fiada" de Belém salva esta desgovernação

José Manuel Norinho Há 3 semanas

Depois do que ele fez na avenida dos Aliados e outros sítios é difícil acreditar nisso.

Anónimo Há 3 semanas

Se fazer melhor significa enrolar parolos do proletariado e classe média assalariada pra votar contra os interesses da própria classe social, então o rio faz isso melhor que o passos, mas não tão bem como o trump.

ver mais comentários
pub