Economia Monarch voa do Porto para Londres, Manchester e Birmingham partir de 28 de Abril

Monarch voa do Porto para Londres, Manchester e Birmingham partir de 28 de Abril

A transportadora aérea britânica Monarch começa a voar do aeroporto do Porto a 28 de Abril, para Manchester e Birmingham, e, no dia seguinte, para Londres. Três destinos com três frequências semanais.
Monarch voa do Porto para Londres, Manchester e Birmingham partir de 28 de Abril
A Monarch inicia, a 28 de Abril, três voos semanais entre o Porto e as cidades britânicas de Londres, Birmingham e Manchester.
Rui Neves 17 de abril de 2017 às 17:14

A companhia aérea independente britânica Monarch, que voa há mais de 40 anos para Faro, há cinco para o Funchal e desde há um ano para Lisboa, vai estrear-se no aeroporto Francisco Sá Carneiro a 28 de Abril, com voos para Manchester e Birmingham.

 

No dia seguinte, 29 de Abril, será a vez de arrancar com a ligação aeroporto do Porto - Londres-Luton, que vai três três frequências por semana - à terça-feira, ao sábado e ao domingo.

 

Também com três frequências semanais, a ligação Porto-Manchester acontecerá às quintas, sextas e domingos, enquanto Porto-Birmingham acontecerá às terças, sextas e domingos.

 

De acordo com uma simulação realizada pelo Negócios, pelas 16h30 de hoje, 17 de Abril, na página da Monarch na internet, o voo para Londres-Luton, com partida do Porto às 11h35, a 29 de Abril, custa 55 euros, enquanto a tarifa de regresso, a 2 de Maio, está fixada em 91 euros.

 

Entretanto, a Monarch marcou para a próxima quinta-feira, 20 de Abril, a apresentação da sua estratégia para as novas rotas do Porto, num evento a decorrer numa unidade hoteleira da Invicta e que contará com a presença de Ian Chambers, director comercial da companha, e de Richard Francis, "managing director" do operador turístico Monarch Holidays, que integra o mesmo grupo britânico.




A sua opinião2
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
beachboy 17.04.2017

...lá diz o ditado!...
...o que uns não querem, outros estão morrendo por ter!...
...assim se passam as coisas com a TAP e as Low Cost...
...a TAP despreza rotas que as Low Cost agarram com as duas mãos!...
...porque será que as rotas abandonadas pela TAP não são rentáveis para esta companhia...
,,,e são rentáveis para as Low Cost?...
...estranho!...

Conselheiro de Trump 17.04.2017

Oh diabo,daqui a nada so resta a tap voar da portela para o montijo,tambem e do estado,assim sendo:quer faca sol,quer chova esta sempre tudo bem.no estado nao se olha a custos,o privado la esta para cobrir toda a bodega do publico.

pub
pub
pub
pub