Angola Presidente de Angola rescinde contrato com empresa ligada a filho de Eduardo dos Santos

Presidente de Angola rescinde contrato com empresa ligada a filho de Eduardo dos Santos

João Lourenço acabou com o monopólio de análises laboratoriais de alimentos da Bromangol, uma empresa ligada ao filho do ex-presidente, José Eduardo dos Santos.
Presidente de Angola rescinde contrato com empresa ligada a filho de Eduardo dos Santos
Celso Filipe 09 de novembro de 2017 às 22:03

O Governo de Angola rescindiu o contrato de concessão que havia firmado com a Bromangol, empresa que detinha o monopólio das análises laboratoriais de alimentos. A Bromangol é uma empresa com ligações a José Filomeno dos Santos, filho do ex-chefe de Estado, José Eduardo dos Santos que é também director do Fundo Soberano de Angola.

O decreto presidencial assinado por João Lourenço determima "a cessação automática de todos os efeitos decorrentes de tal contrato" e justifica a decisão com a necessidade de permitir "a entrada de novos operadores económicos com vista à salvaguarda do superior interesse público, a garantia do respeito pelos princípios constitucionais da livre iniciativa económica, da economia de mercado e da sã concorrência".

A Bromangol era frequentemente criticada pelas altas taxas praticadas e pelo mau desempenho do seu monopólio.


Segundo lembra o Novo Jornal, a Bromangol nasceu em 2008, tendo vencido o concurso para análise de produtos alimentares importados em 2012, quando iniciou a recolha de amostras dos produtos desalfandegados dos terminais portuários.

A Casa Civil do presidente da República, João Lourenço, adianta que a medida de rescisão do contrato tem em vista "a promoção das exportações, a substituição de importações e a alinhamento dos preços aos padrões internacionais. 




pub