Política PSD afunda e fica a 10 pontos do PS

PSD afunda e fica a 10 pontos do PS

Tanto o PSD como o seu líder, Pedro Passos Coelhos, tiveram um mês de Outubro negro. Distância face ao PS alarga-se e a popularidade do seu líder voltou a cair.
PSD afunda e fica a 10 pontos do PS
Miguel Baltazar
Manuel Esteves 04 de Novembro de 2016 às 18:30

A vida não correu bem ao PSD em Outubro, a avaliar pelos números do barómetro mensal da Aximage, divulgados esta sexta-feira, 4 de Novembro. Durante este mês, marcado pela proposta de Orçamento do Estado para 2017, as intenções de voto no partido caíram dois pontos e a avaliação que os portugueses fazem do seu líder, Pedro Passos Coelho, deteriorou-se igualmente.

Vamos por partes. A Aximage revela que o PSD sofreu neste último mês a sua segunda maior queda desta legislatura. As intenções de voto passaram de 30,6% para 28,7%, ao passo que o PS reforçou a sua posição, com uma subida de 0,6 pontos para 38,3%. Resultado: o fosso que separa o PS do PSD é agora de quase 10 pontos, anulando a recuperação ensaiada pelos sociais-democratas em Outubro.

Mas os dados relativos ao líder do PSD são também pouco animadores para as hostes laranjas: não só Passos Coelho caiu na avaliação feita pelos portugueses como foi o único a cair entre os líderes partidários. De uma avaliação de 6,6 (de zero a 20) caiu para 6,3 pontos, exactamente metade da nota que é dada ao primeiro-ministro e líder do PS, António Costa, com 12,6, que subiu ligeiramente. Catarina Martins surge em segundo lugar com 11,5, Jerónimo de Sousa com 10,8 e finalmente Assunção Cristas com 10.

Também o indicador que mede a confiança dos portugueses em Passos Coelho como primeiro-ministro caiu. Passou de 32,8 para 30,8, enquanto o seu rival António Costa viu reforçada a sua posição em um ponto, para 55,4 pontos.

Esquerda vale 54% dos votos

Nas restantes forças políticas, não houve oscilações muito pronunciadas nas intenções de voto. Segundo o barómetro da Aximage, o Bloco mantém-se confortavelmente na terceira posição, com 9% das intenções de voto, 0,3 pontos acima do mês anterior. Segue-se a CDU com 7,3% (0,2 pontos abaixo de Outubro) e o CDS, com 6,4 pontos (mais 0,3 do que no mês anterior).

Somando PS, Bloco e CDU, conclui-se que a esquerda parlamentar reúne neste momento 54,6% dos votos, contra 35,1% dos dois partidos de direita (PSD e CDS).

Finalmente, no que toca ao Presidente da República, os dados da Aximage mostram que a popularidade Marcelo continua nos píncaros. Os portugueses dão-lhe uma nota de 19 (em 20 valores), igual à do mês anterior e a mais alta desde que assumiu funções em Belém. Na recta final do seu mandato, Cavaco Silva, merecia uma nota de apenas 6,5 valores.

Ficha técnica

Universo: indivíduos inscritos nos cadernos eleitorais em Portugal com telefone fixo no lar ou possuidor de telemóvel.

Amostra: aleatória e estratificada (região, habitat, sexo, idade, escolaridade, actividade e voto legislativo) e representativa do universo e foi extraída de um sub-universo obtido de forma idêntica. A amostra teve 601 entrevistas efectivas: 279 a homens e 332 a mulheres; 58 no Interior Norte Centro, 83 no Litoral Norte, 103 na Área Metropolitana do Porto, 111 no Litoral Centro, 168 na Área Metropolitana de Lisboa e 78 no Sul e Ilhas; 100 em aldeias, 168 em vilas e 333 em cidades. A proporcionalidade pelas variáveis de estratificação é obtida após reequilibragem amostral.

Técnica: Entrevista telefónica por C.A.T.I., tendo o trabalho de campo decorrido nos dias 31 de Outubro e 1 de Novembro de 2016, com uma taxa de resposta de 83,2%.

Erro probabilístico: Para o total de uma amostra aleatória simples com 601 entrevistas, o desvio padrão máximo de uma proporção é 0,020 (ou seja, uma "margem de erro" - a 95% - de 4,00%).


Responsabilidade do estudo: Aximage Comunicação e Imagem Lda., sob a direcção técnica de Jorge de Sá e de João Queiroz.




A sua opinião61
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado SÍTIO MUITO MANHOSO Há 2 dias


...POR FAVOR, MANTENHAM O GATUNO DE REFORMADOS E DE QUEM TRABALHA, DE ORÇAMENTOS INCONSTITUCIONAIS, DE "ESQUECIDO" DE PAGAR A SEGURANÇA SOCIAL, DE QUERER EMPOBRECER O PAÍS, DO QUE DIZIA NA EUROPA E O CONTRÁRIO EM PORTUGAL, DO CASO TECNOFORMA, DO "ARREBENTA" BANCOS, ETC., ETC.

O POVO AGRADECERÁ JÁ NAS PRÓXIMAS "ELEIÇÕES" AUTÁRQUICAS !!!

POBRE SÁ CARNEIRO...VER UM BANDO DE PARASITAS DESTRUÍREM O QUE CRIOU, COM TANTOS HOMENS BONS !!!

MANTENHAM, MANTENHAM POR MUITOS ANOS O "chefe" ... PARA BEM DOS PORTUGUESES !

comentários mais recentes
Anónimo Há 3 semanas

este desgoverno,não eleito ,nojento,aumento das pensões vitalícias,regalias só é só para funcion. Públicos resto dos mortais são pretos,aumento de impostos,défice excessivo,economia desgraca total,aumento de migalhas nas pensões p eq, nas grandes não toca 35 H só alguns querem mais deixas? plase

Pedro Há 14 horas

Ainda bem. É da maneira que quando chegar a nova bancarrota, o PS vai penar, pois o PSD nao lhes vai aprovar as medidas, nem os vai deixar cair. Vai encostar todos as cordas e obrigar o BE e PCP a aprovar tudo... Quando chegarem as eleicoes, tera nao 50%, mas 2/3 dos deputados com o PP...

Ku do comuna Há 1 dia

parece que o passos incomoda muita gente, já se esqueceram quem foi o pioneiro dos cortes dos packs?

Ém matéria de ética, Passos é lama Há 1 dia

Quando é que a este gatuno de dinheiros públicos, logo, criminoso, é instaurado o competente processo e é metido na prisão ?
Falamos do roubo perpetrado por Passos Coelho, de dinheiros da UE para formações, na Tecnoforma (empresa apenas de fachada), em conluio com outro escroque, Miguel Relvas.

ver mais comentários
pub
pub
pub
pub