Empresas Corticeira Amorim: "Continuamos às compras. Temos aquisições para fazer"
Assinatura Digital. Negócios Primeiro Para ler tudo faça LOGIN ou ASSINE

Corticeira Amorim: "Continuamos às compras. Temos aquisições para fazer"

A Corticeira Amorim já vale mais de mil milhões de euros na bolsa, valor superior ao do BCP ou dos CTT. O presidente da líder mundial do sector não teme Trump nem o Brexit e promete distribuir bons dividendos.
Corticeira Amorim: "Continuamos às compras. Temos aquisições para fazer"
António Rios Amorim, presidente da Corticeira Amorim, promete "uma política consistente de distribuição de dividendos"
Rui Neves 13 de dezembro de 2016 às 21:00

A cortiça nunca vai ao fundo. Com a líder mundial a ganhar liquidez e a brilhar na bolsa, passando a estar "no radar de mais gente", o CEO António Rios Amorim responde, ao estilo "flash interview", a algumas questões sobre

Assinatura Digital. Negócios Primeiro
Para ler tudo faça LOGIN ou ASSINE
Análise, informação independente e rigorosa.
Para saber o que se passa em Portugal e no mundo,
nas empresas, nos mercados e na economia.
  • Inclui acesso ao ePaper, a versão do Negócios tal como é impresso em papel. Veja aqui.
  • Acesso ilimitado a todo o site negocios.pt
  • Acesso ilimitado via apps iPad, iPhone, Android e Windows
Saiba mais



A sua opinião9
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Jose Alves 16.12.2016

Coloquem um gestor público, um político ou um boy de um partido político na gestão da Corticeira e a empresa deixa de dar lucros logo no primeiro ano, e passados 5 anos passa a valer apenas 10% do valor inicial, ou seja 100 milhões. Parabéns ao CEO, António Rios Amorim.

Victor Lopes 14.12.2016

Boas notícias!

Anónimo 13.12.2016

Empresa com sucesso,só é lamentável que quando há má gestão e prejuízos o Estado é que tem de pagar,como se viu com a falência na Finpro, em que a dívida ultrapassou os 250 milhões de euros.

5640533 13.12.2016

E que tal aumentar o miserável free float da empresa?

ver mais comentários
Notícias só para Assinantes
Exclusivos, análise, informação independente e credível. Para saber o que se passa em Portugal e no mundo, nas empresas, nos mercados e na economia. Inclui acesso à versão ePaper.
Mais uma forma de ler as histórias
da edição impressa do Negócios.
Se ainda não é Assinante Saiba mais
pub
pub
pub
pub