Indústria Portugueses interrompem quebra acentuada no consumo de cerveja

Portugueses interrompem quebra acentuada no consumo de cerveja

Cada português bebeu 46 litros de cerveja em 2015, menos 13 do que no início desta década. Os produtores contestam a carga fiscal sobre o sector por criarem emprego e usarem matérias-primas nacionais.
Portugueses interrompem quebra acentuada no consumo de cerveja
Bloomberg
Negócios 31 de Outubro de 2016 às 09:35

O consumo de cerveja per capita estabilizou em 2015 nos 46 litros, depois de cinco anos consecutivos de redução, numa quebra acumulada de 22% ao longo destes anos. Os produtores recuperam agora o fôlego e lembram os motivos para este comportamento, do agravamento fiscal à contracção no mercado interno.

 

O presidente da Associação Portuguesa de Produtores de Cerveja (APCV), Rui Lopes Ferreira, sustenta que 63% da cerveja é vendida em Portugal nos bares, cafés e restaurantes. Locais que os portugueses deixaram de frequentar tanto desde o início desta década, fruto do encolhimento no rendimento disponível, e também em que o IVA subiu em 2012 para 23%.

 

Em resultado desta quebra no consumo, acrescentou ao jornal Público, a produção de cerveja no mercado interno caiu 11% desde 2010. "Não desceu tanto como o consumo porque há uma compensação com as exportações. Todavia, a contribuição fiscal do sector nestes cinco anos aumentou 28%", detalhou o gestor, que lidera a APCV desde Agosto de 2015

 

Em causa está sobretudo o imposto especial sobre as bebidas alcoólicas, que abrange as cervejas, e que esta associação empresarial batalha por baixar há vários anos, com o argumento de que o sector usa matérias-primas portuguesas e gera emprego no país. Porém, ao contrário do vinho, que continua protegido, na proposta do Orçamento do Estado para 2017 está previsto um novo aumento de 3%.




A sua opinião5
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado alberto.sousa.18007218 Há 4 dias

Beberam pouca cerveja? Passaram como nos velhos tempos, a dedicarem-se ao tinto carrascão? Ou esta juventude só bebe sumol, e por isso anda anémica?. Não é isso que eu vejo, pelas ruas deste país, pois que só se vê garrafas de litro, vazias por todo o lado. Sem dúvida que é um pais de alcoolicos.

comentários mais recentes
Anónimo Há 3 dias

Quanto a criarem trabalho, não nos façam rir, apenas o fazem por ser mais barato manter as estruturas em Portugal e porque a mão de obra não é a + cara (e poderem apoiar seleções de futebol...). O mesmo é válido para as matérias primas, se usam as nacionais é porque são melhores ou mais baratas.

Anónimo Há 3 dias

Nunca a juventude bebeu tanta cerveja, desde logo por ser a bebida mais barata a que podem aceder em tempos de " e porque é habitualmente a bebida mais "social". Já para não falar nos festivais de verão, queimas das fitas etc... Até já fazem publicidade em transporte públicos, á laia de parceria...

Gatunos Há 4 dias

O que se passa ultrapassa a realidade e a ficção, mais de 500 mil JOVENS saíram de Portugal nos últimos 6 anos, mais de 1 milhão de Portugueses fugiram de Portugal nestes últimos 10 anos, é claro que os mortos não bebem cerveja, e os velhos com os pés para a cova mal tocam na cerveja, está tudo dito

alberto.sousa.18007218 Há 4 dias

Beberam pouca cerveja? Passaram como nos velhos tempos, a dedicarem-se ao tinto carrascão? Ou esta juventude só bebe sumol, e por isso anda anémica?. Não é isso que eu vejo, pelas ruas deste país, pois que só se vê garrafas de litro, vazias por todo o lado. Sem dúvida que é um pais de alcoolicos.

ver mais comentários
pub
pub
pub
pub