Empresas Projectos para expandir Metro do Porto vão custar 4,7 milhões

Projectos para expandir Metro do Porto vão custar 4,7 milhões

A Metro do Porto lançou esta quarta-feira o concurso internacional para a elaboração dos projectos da nova fase de extensão da rede de metropolitano, que deverão ser adjudicados pelo valor máximo de 4,7 milhões de euros. A construção das novas linhas está orçada em 290 milhões.
Projectos para expandir Metro do Porto vão custar 4,7 milhões
A nova fase de expansão do metro do Porto está orçada em cerca de 290 milhões de euros.
Paulo Duarte/Negócios
Rui Neves 06 de setembro de 2017 às 13:58

O concurso internacional para a elaboração dos projectos da duas novas linhas da rede de metro do Porto, a construir entre 2019 e 2022, foi lançado esta quarta-feira, 6 de Setembro, conforme tinha publicamente anunciado o primeiro-ministro no último dia de Agosto.

 

"Este procedimento pressupõe a pré-qualificação dos candidatos, que após fazerem prova da sua capacidade e competência técnica, estarão aptos a apresentar propostas", explica a empresa Metro do Porto, em comunicado.

Com um valor global de referência de 4,7 milhões de euros, o concurso divide-se em dois lotes, um para cada projecto, podendo os interessados concorrer a apenas um deles ou a ambos.

O lote relativo ao projecto da Linha Rosa - totalmente subterrânea, com quatro novas estações enterradas, ligando S. Bento à Casa da Música, numa extensão de 2,5 quilómetros, apresenta como valor máximo 2,6 milhões de euros.

 

Já o lote respeitante ao prolongamento da Linha Amarela, com três novas extensões, ligando Santo Ovídio a Vila d’Este, numa extensão de 3,2 quilómetros, o valor máximo para adjudicação é de 2,1 milhões de euros. 

"Uma vez ultrapassada a fase de pré-qualificação, que admite os concorrentes, as propostas apresentadas serão avaliadas de acordo com dois critérios: o preço (que tem um peso de 70%), e a valia técnica da proposta (critério que vale 30%)", refere a Metro do Porto, que "espera concluir este concurso e proceder à adjudicação dos projectos até ao fim de Dezembro desde ano".

 

Este processo deverá demorar cerca de um ano a ficar concluído, pelo que a empresa prevê lançar os concursos para as empreitadas de construção das duas novas linhas no final de 2018, de forma a que as obras arranquem, no Porto e em Vila Nova de Gaia, "nos primeiros meses de 2019 e venham a ficar concluídas em 2022".

 

O investimento global nesta fase de expansão da rede do metro do Porto, projectos incluídos, está orçado em 290 milhões de euros, a que acrescem cerca de 54 milhões de euros para reforço da frota de material circulante.



(Notícia actualizada às 14:12)




A sua opinião5
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
portulord Há 2 semanas

é só alfacinhas a comentar o melhor mesmo para Portugal seriam as 30 novas estações em lisboa conforme promete a cristas

Mr.Tuga Há 2 semanas

Acho faria bem mais sentido linhas para Ermesinde e Valongo....

Anónimo Há 2 semanas

Paga Zé camelo contribuinte!!! E não bufes!!!

pertinaz Há 2 semanas

DINHEIRO DEITADO AO LIXO

ver mais comentários
pub
pub
pub
pub