Tecnologias Tesla tem Portugal debaixo de olho para instalar a sua gigafábrica na Europa

Tesla tem Portugal debaixo de olho para instalar a sua gigafábrica na Europa

A companhia de Elon Musk quer produzir carros eléctricos e baterias na Europa. Portugal é um dos países que estão a ser estudados e já houve contactos oficiais ao mais alto nível.
Tesla tem Portugal debaixo de olho para instalar a sua gigafábrica na Europa
André Cabrita-Mendes 18 de Novembro de 2016 às 15:48
Elon Musk tem Portugal debaixo de olho. A Tesla está a estudar vários países para instalar a sua fábrica europeia e Portugal é uma das hipóteses.

A marca norte-americana até já se sentou à mesa com o Governo de António Costa sobre a possibilidade de instalar a sua fábrica europeia em Portugal. Nestas instalações, Elon Musk quer fabricar tanto automóveis como baterias de iões de lítio.

"A Tesla já abordou o Governo português e houve conversações nesse sentido", revelou ao Negócios fonte do Ministério da Economia.

Um investimento industrial desta envergadura insere-se que nem uma luva na estratégia que tem sido adoptada pelo Executivo de António Costa, que tem tentado atrair mais investimento estrangeiro para Portugal. 

O gabinete de Manuel Caldeira Cabral prefere não adiantar mais nada para já, pois o processo ainda está no princípio, sendo que o segredo é a alma do negócio, quando se trata de atrair mega-investimentos industriais. 

Mas o que é que pode trazer este investimento? Muitos postos de trabalho. Na gigafábrica original, a Tesla vai criar 6.500 empregos directos e mais de 22 mil empregos indirectos. Só para construir a fábrica, a marca vai investir cinco mil milhões de dólares.

Muitos dos empregos indirectos dizem respeito a fornecedores da gigafábrica. Caso a Tesla escolha Portugal, será de esperar que sejam criadas dezenas de empresas, e fábricas, cujo objectivo é suportar a produção da fábrica.

Mas Portugal não está sozinho. A marca norte-americana está a olhar para vários países europeus para instalar a sua "gigafábrica", como França, Holanda e alguns países da Europa de Leste.

Espanha também está a ser estudada, em particular a comunidade autónoma da Galiza que já foi visitada pela marca, conforme avançou o jornal galego Faro de Vigo esta semana.

"Não há dúvidas que, no longo prazo, a Tesla vai ter uma, e talvez duas ou três, fábricas europeias de automóveis e baterias", disse Elon Musk no início de Novembro numa conversa com investidores.

A Tesla já conta com uma fábrica na Europa, na Holanda, mas esta fábrica não produz carros. Os diversos componentes são todos fabricados na principal fábrica da marca em Freemont, Califórnia. São depois transportados dos Estados Unidos para a Europa e assemblados nesta fábrica em Tilburg, para serem vendidos no mercado europeu.

Mas com a marca a prever um disparo nas vendas na Europa quando o Tesla Model 3 for lançado, um modelo bem mais barato que o Model S, é importante reduzir custos logísticos que são uma fatia importante dos custos na indústria automóvel.

O Tesla de baixo custo, em comparação com o Model S cujo preço ronda os 100 mil euros, deverá ser lançado no próximo ano. Com este modelo, a marca espera atingir vendas anuais de 500 mil automóveis nos próximos anos. O preço base nos Estados Unidos do Model 3 será de 35 mil dólares (33 mil euros).

Portugal chegou a ser estudado pela Tesla em 2012 para instalar a primeira fábrica em solo europeu, mas o investimento nunca chegou. 

Esta será a segunda gigafábrica da Tesla, a primeira está actualmente a ser construída no estado do Nevada, nos Estados Unidos, e deverá estar concluída em 2017.

A gigafábrica produz grande parte da energia que consome, através das centenas de painéis solares instalados no seu telhado. Esta é precisamente uma das razões pela qual a Tesla está a olhar para Portugal e Espanha, pois a Península Ibérica é uma das regiões europeias com maior radiação solar.

As vendas totais da marca em 2015 atingiram as 50 mil unidades, mais 50% face ao ano anterior. A Tesla espera novo crescimento das vendas este ano.

(Notícia actualizada às 16:07)



A sua opinião26
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado Anónimo Há 2 semanas

De facto "assemblados" em português de portugal é "montados"

comentários mais recentes
Peñascoso Há 2 semanas

O verbo assemblar não existe na língua portuguesa
A tradução do verbo inglês "to assemble" é montar, instalar, etc.

Anónimo Há 2 semanas

"e assemblados nesta fábrica em Tilburg" HÓ POR FAVOR...ASSEMBLADOS?!

Anónimo Há 2 semanas

Pagam-se impostos sobre combustíveis,no caso dos carros elétricos q impostos estão á porta? Sobre eletricidade,anual, kilómetros percorridos,outros..Estejam atentos q para impostar os governos estão sempre prontos.IMI adicional,propriedades coletivizadas encapotadamente anti constituição e imoral.

Maria Fernanda Ferreira Miranda Há 2 semanas

Excelente attigo

ver mais comentários
pub
pub
pub
pub