Mercados Coreia do Sul prepara-se para proibir negociação de criptomoedas

Coreia do Sul prepara-se para proibir negociação de criptomoedas

O Ministério da Justiça sul-coreano está a preparar uma legislação para proibir a negociação de criptomoedas no país, um anúncio que está a levar a bitcoin a afundar mais de 7%.
Coreia do Sul prepara-se para proibir negociação de criptomoedas
Negócios com Reuters 11 de janeiro de 2018 às 10:57

O governo sul-coreano anunciou esta quinta-feira, 11 de Janeiro, que se prepara para proibir a negociação de criptmoedas no país, que é a morada de mais de uma dúzia de bolsas de moedas electrónicas, de acordo com os dados da Korea Blockchain Industry Association, citados pela Reuters.

A polícia e as autoridades tributárias também fizeram buscas nas bolsas locais, baseados na suspeita de alegada fraude fiscal.

Numa conferência de imprensa, o ministro da Justiça da Coreia do Sul, Park Sang-ki, informou que o governo está a preparar uma legislação para banir a negociação das moedas virtuais nas bolsas do país, um anúncio que está a penalizar as criptomoedas, nomeadamente a bitcoin, que afunda 7,44% para 13.416,47 dólares.   

"Há grandes preocupações em relação às moedas virtuais e o Ministério da Justiça está a preparar um decreto para proibir a negociação", disse Park, citado pela agência noticiosa.

Um responsável do Ministério da Justiça acrescentou que a proposta de proibição da negociação foi anunciada depois de "muita discussão" com outras agências governamentais, incluindo o Ministério das Finanças do país e os reguladores financeiros.

No entanto, depois de a lei ser redigida, exigirá uma votação maioritária na Assembleia Nacional, um processo que, segundo a Reuters, pode demorar meses ou mesmo anos.

Se entrar em vigor "dificultará a negociação aqui, mas não a tornará impossível", afirmou Mun Chong-hyun, analista-chefe da EST Security, citado pela agência de notícias. "Os traders terão dificuldade em retirar os seus ganhos de investimentos em moedas virtuais na Coreia, mas podem ir para o exterior, como o Japão".

A descida da bitcoin esta quinta-feira eleva para quase 20% a desvalorização acumulada nas últimas quatro sessões.




Saber mais e Alertas
pub