Pedro Pita Barros
Pedro Pita Barros 23 de novembro de 2017 às 00:03

Uma ideia para um Portugal diferente

Ter como objectivo tornar Portugal um local atrativo para a criação de empresas por pessoas com menos de 35 anos, qualquer que seja a sua origem (portuguesa, europeia, fora da Europa). O espaço económico é cada vez menos nacional.
A ideia de que a criação de emprego resulta de grandes projetos de investimento que podem ser atraídos é cada vez mais ultrapassada pela importância da automação nesses grandes projetos e na crescente relevância de pequenas e médias empresas, de crescimento e frequentemente desaparecimento rápidos.

Tornar Portugal atraente para novas empresas de qualquer origem torna também mais fácil aos portugueses encontrar oportunidades cá (ajuda no crescente problema do desemprego jovem), promove a produtividade, ajuda no elemento demográfico, coloca novas e boas exigências ao sistema educativo, nos seus vários níveis, de saúde, transportes e mobilidade urbana, ao sistema legal, etc. Ter crescimento económico e aumento da qualidade de vida a prazo só se consegue com maior produtividade. Ter maior produtividade na economia consegue--se com novas empresas, que substituam empresas e sectores menos produtivos. Ter mais interessados em criar novas empresas em Portugal aumenta as possibilidades de serem empresas duradouras de elevada produtividade.

Boas ideias de empresas não são exclusivas de portugueses, e por isso devemos procurar apoiar quem as tem, qualquer que seja a sua origem. Para fixar essas empresas e pessoas em Portugal, é necessário que o país disponibilize um quadro legal, regulatório, infraestruturas físicas e de serviços públicos, que cumpra esse objetivo. Há muitas áreas que têm de contribuir para esta visão.

Focar numa população com menos de 35 anos obriga a pensar em fatores de atração permanentes e em mudança. Obriga também a pensar em termos de atrair pessoas e não atrair empresas. Ter o Web Summit uma vez por ano é giro, mas não muda a economia de forma permanente. 


Artigo está em conformidade com o novo Acordo Ortográfico


No âmbito do 20º aniversário do Negócios, pedimos um artigo a várias personalidades sobre ideias para o futuro de Portugal.  
A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub