Empresas Sonae Indústria passa de prejuízos a lucros de 14,1 milhões no primeiro semestre

Sonae Indústria passa de prejuízos a lucros de 14,1 milhões no primeiro semestre

O resultado líquido da Sonae Indústria, incluindo a parceria com a chilena Arauco, atingiu os 14,1 milhões de euros no primeiro semestre do ano, contra prejuízos de 27,5 milhões registados no mesmo período do ano passado.
Sonae Indústria passa de prejuízos a lucros de 14,1 milhões no primeiro semestre
"O desempenho operacional da Sonae Indústria no primeiro semestre de 2017 foi mais uma vez positivo", realça Paulo Azevedo, presidente da empresa.
Paulo Duarte
Rui Neves 07 de setembro de 2017 às 18:03

Após ter posto fim a oito anos de prejuízos, tendo fechado o ano de 2016 com lucros de 11 milhões de euros, a Sonae Indústria mantém uma boa performance este ano, tendo encerrado a primeira metade de 2017 com um lucro de 14,1 milhões de euros, mais 41,5 milhões do que em igual período do ano passado, altura em que havia registado prejuízos.

Este resultado inclui a contribuição da Sonae Arauco, que foi criada em Maio de 2016 em parceria com os chilenos da Arauco e que é detida em partes iguais pelos dois grupos.

"A parceria com a Arauco completou o seu primeiro aniversário. Apresentando resultados líquidos positivos, fomos capazes, em conjunto com os nossos parceiros, de melhorar a competitividade das nossas fábricas e o foco nas necessidades dos clientes e no nível de serviço", realça Paulo Azevedo, presidente da Sonae Indústria, em comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

Já "o balanço da Sonae Indústria reforçou-se novamente devido a uma conjugação de menor dívida líquida e aumento dos capitais próprios", com "o rácio dívida líquida para EBITDA recorrente proporcional também melhorou para 3,4 vezes", destacou ainda Paulo Azevedo.

 

O EBITDA recorrente proporcional fixou-se em 48 milhões de euros no final de Junho passado, com a dívida líquida proporcional a baixar para 308 milhões de euros, o que traduz uma redução de 31 milhões face a Junho do ano passado.

 

Tomando em consideração os resultados proporcionais, o volume de negócios da empresa atingiu os 332 milhões de euros nos primeiros seis meses do ano, mais um milhão do que um ano antes.

Já a facturação apenas incluindo as actividades detidas integralmente pela Sonae Indústria atingiu 121,8 milhões de euros, mais 1,2 milhões do que no primeiro semestre do ano passado. "Para este aumento contribuiu a apreciação do dólar canadiano face ao euro no período em análise", explica a empresa.

De resto, "o valor total dos capitais próprios continuou a reforçar-se e, no final deste semestre, totalizava 120,3 milhões de euros, o que representa um aumento de cerca de 3,6 milhões de euros quando comparado com Março de 2017, sobretudo devido aos resultados líquidos positivos do trimestre", sublinha a empresa, realçando ainda que, "quando comparado com o final de 2016, o valor total dos capitais próprios aumentou 10 milhões de euros".

Entretanto, para tornar o negócio "mais competitivo e sustentável", a empresa continua a investir nas suas unidades industriais. "Um exemplo é a nossa recente decisão na Sonae Arauco de investir na fábrica de Mangualde, em Portugal, substituindo uma prensa de MDF com tecnologia ‘multiday light’ por uma nova prensa contínua e respectivos equipamentos auxiliares", adiantou Paulo Azevedo.




A sua opinião2
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
TRADER Há 2 semanas

Amanha vamos assistir a entrada de capital novo e ela vai subir. Ter em atenção que vai ser a próxima a ir para o PSI-20. Esteve quase, em vez da Novabase.

AMANHA , QUEDA PELA CERTA Há 2 semanas

Se tivesse prejuízos, subia assim com esta noticia vai descer,

pub
Saber mais e Alertas
pub
pub
pub