Mercados CEO do JPMorgan arrepende-se de ter dito que a bitcoin é uma “fraude”

CEO do JPMorgan arrepende-se de ter dito que a bitcoin é uma “fraude”

Jamie Dimon admite não ter qualquer interesse na criptomoeda, mas arrepende-se de ter dito, em Setembro, que se trata de uma "fraude".
CEO do JPMorgan arrepende-se de ter dito que a bitcoin é uma “fraude”
reuters, bloomberg
Rita Faria 09 de janeiro de 2018 às 12:54

Jamie Dimon, CEO do JPMorgan, arrependeu-se de ter dito que a bitcoin é uma "fraude", ainda que não tenha qualquer interesse na criptomoeda, revelou em entrevista à Fox Business esta terça-feira, 9 de Janeiro.

 

"A ‘blockchain’ é real. Podemos ter cripto ienes e dólares e coisas assim", afirmou Dimon, na entrevista. "A questão da bitcoin, para mim, sempre teve a ver com o que os governos vão fazer, à medida que se torna uma coisa realmente grande. Só tenho uma opinião diferente das outras pessoas. E não tenho muito interesse no assunto".

 

A palavra "fraude" foi usada pelo CEO do JPMorgan, em Setembro, para descrever a moeda electrónica, que disparou mais de 1.400% no ano passado.

 

Numa conferência em Nova Iorque, Jamie Dimon afirmou que "a moeda não vai funcionar". "Não pode haver um negócio onde as pessoas podem inventar uma moeda do nada e pensar que as pessoas que a estão a comprar são realmente espertas", sustentou.

 

O responsável acrescentou que, se os traders do banco andassem a negociar a criptomoeda, seriam despedidos imediatamente. "Seriam dispensados num segundo, por duas razões: É contra as nossas regras e porque são estúpidos, e ambas [as razões] são perigosas".

 

Sobre a bitcoin, Dimon disse ainda que é especialmente útil para quem está "na Venezuela, Equador ou Coreia do Norte… ou é traficante de droga ou assassino".

 

Na entrevista à Fox Business, esta terça-feira, o CEO daquele que é um dos maiores bancos dos Estados Unidos falou ainda sobre o presidente Donald Trump, e as críticas de que tem sido alvo.

 

"Não gosto do tipo de política em que as pessoas se insultam mutuamente, deixa-me com raiva", disse Dimon. "O meu foco é a política. Política, política, política, política. Não vou entrar na questão das personalidades".

 

Depois de ter perdido mais de 10% na sessão de ontem, a bitcoin desliza 1,80% para 14.666,80 dólares.




Saber mais e Alertas
pub