Mercados Moody's: Reformas estruturais abrandaram nos últimos dois anos

Moody's: Reformas estruturais abrandaram nos últimos dois anos

A economia europeia está a crescer a um bom ritmo e os riscos políticos já não são "sistémicos". Ainda assim, a Moody's alerta que não foram feitos avanços ao nível das reformas estruturais nos últimos dois anos.
Moody's: Reformas estruturais abrandaram nos últimos dois anos
Bloomberg
Patrícia Abreu 08 de fevereiro de 2018 às 10:49

"Nos anos de 2016 e 2017 o ritmo de reformas abrandou", explicou Evan Wohlmann. De acordo com o vice-presidente e analista sénior da Moody's, a falar numa conferência em Lisboa esta quinta-feira, não foram realizados avanços significativos e "as reformas estruturais não mantiveram o ritmo esperado na periferia".

 

No caso de Portugal, o especialista realça que não avançou ao nível da eficiência da administração pública e da competição nos mercados domésticos.

 

Já no que diz respeito ao mercado laboral, a agência elogia a evolução mas nota que o desemprego continua a ser preocupante.

 

Mesmo não tendo havido grandes avanços nas reformas, o quadro político é hoje bem melhor. "Não há um risco sistémico, mas há países com problemas domésticos", adiantou Evan Wohlmann. Itália, Reino Unido, Espanha e Alemanha são as regiões que enfrentam alguma incerteza política.




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
Saber mais e Alertas
pub