Outros sites Cofina
C-Studio
Mais informações

C•Studio é a marca que representa a área de Conteúdos Patrocinados do universo Cofina.
Aqui as marcas podem contar as suas histórias e experiências.

Notícia

Este whisky é uma rara edição e vai estar à venda exclusivamente em Portugal

Os anos que passou a envelhecer nas barricas de armazenamento fizeram com que este stock atingisse a perfeição. O famoso blended whisky escocês está de regresso com uma edição limitada de 32 anos, um engarrafamento composto pela seleção dos melhores whiskies.

04 de Dezembro de 2020 às 10:26
  • ...

Foram anos e anos de armazenamento em barris envelhecidos nos quais atingiu a perfeição. Valeu a pena toda a espera. O resultado é um whisky suave e generoso de 32 anos, que reaviva o famoso sabor de James Martin’s com uma nova intensidade. O famoso blended whisky escocês está de regresso com uma edição limitada de 32 anos, tão rara que vai estar à venda exclusivamente em Portugal.


James Martin’s foi um dos grandes nomes da História escocesa. Desde sempre elogiado por várias gerações de críticos, foi o preferido da realeza e saboreado nos grandes transatlânticos.


Das últimas garrafas lançadas ao regresso à vida


A história é longa e prestigiada. Lançada em 1878, a James Martin & Co. estava determinada a criar whisky da mais alta qualidade e rapidamente alcançou o estatuto de whiskies premium, ganhando prestigiadas medalhas em exposições internacionais.


O fundador, James "Sparry" Martin, acreditava que era necessário envelhecer o blended whisky de malte durante, pelo menos, 10 anos para obter um sabor mais suave, apesar de a lei ditar que um whisky escocês pode ser vendido após apenas três anos de envelhecimento.


A insistência na qualidade fez com que se tornasse num blended whisky reconhecido e respeitado em todo o mundo. A James Martin’s forneceu a Casa Real Britânica no início do século XIX – período no qual se tornou o preferido de Eduardo VII – e foi servido e apreciado em cruzeiros de luxo como o Queen Mary e o Queen Elizabeth, após a Segunda Guerra Mundial.


Chegados ao mercado na década de 1950, os blends premium de 20 e 30 anos da James Martin’s continuaram a ser louvados nos anos 2000. Em 2004, o James Martin’s 30 Years Old foi premiado com uma medalha de ouro no International Wine and Spirits Competition. Em 2005, tornou-se o whisky mais vendido em Portugal com um estatuto icónico de whisky premium. As últimas garrafas de James Martin’s tinham sido lançadas em 2013. Mas a equipa de criação de whisky da Glenmorangie Company, detentora da marca, continuou a cultivar stocks envelhecidos até estarem prontos para serem partilhados num raro lançamento.


A espera acabou e a James Martin’s regressou à vida com um blend cremoso e frutado, de especiarias subtis, composto por uma seleção dos melhores whiskies, habilmente misturados para obter o complexo equilíbrio de riqueza e suavidade tão característico da James Martin’s.


"Os grandes apreciadores de whisky de James Martin's esperam ansiosos há bastante tempo pelo renascimento destas garrafas. Com este lançamento vão perceber que valeu a pena esperar. Misturado a partir de uma seleção de whiskies excecionais envelhecidos, tem todos os sabores completos e arredondados pelos quais o whisky James Martin's ainda é conhecido. Estes sabores generosos ficaram ainda mais enriquecidos pelos 32 anos em barrica. Com aromas de caramelo cremoso e notas de vinho Marsala, entrelaçado com sabores de tâmaras, especiarias suaves, citrinos e amêndoas revestidas de açúcar, o legado de James Martin's continua vivo neste requintado whisky"


explica Dr. Bill Lumsden, aclamado diretor de criação de whisky da Glenmorangie Company, a casa-mãe da James Martin’s desde 1912


Edição limitada


A garrafa, em esquadria, foi desenhada para refletir o estilo art déco típico dos whiskies James Martin’s. A andorinha – que é o tradicional ícone da casa – também faz parte do design.


Este lançamento é partilhado exclusivamente com os amantes de whisky em Portugal – tanto os mais experientes como os novatos. James Martin’s sempre foi uma referência de luxo no país e promete não desapontar.




Notas de prova


James Martin’s 32 Years Old com 43% teor alcoólico


Cor

Âmbar profundo com destaque tawny


Nariz

Aroma cheio e arredondado, com muitos toffees cremosos, açúcar amarelo, notas de vinho Marsala, uma sugestão de carne de porco salgada, delicadas laranjas e tangerinas, e um ínfimo toque mineral, áspero e ligeiramente sulfuroso. Com um salpico de água, há uma explosão de notas florais, como cravos frescos e depois um pouco de massa de pão salgada.


Sabor

Sensação encantadora, suave, doce e calmante no paladar, que leva imediatamente a uma memória de pudim de caramelo – melaço, tâmaras, açúcar mascavado – e à mais suave das especiarias, como noz-moscada e canela. Há uma permanente nota cítrica, como o óleo de laranja, com algumas amêndoas revestidas de açúcar.


Final de boca

Longo, carvalho e doce, com a mais ligeira sugestão de anis.





Esta edição limitada do James Martin’s 32 Years Old vai estar à venda exclusivamente em Portugal por €389.