Outros sites Cofina
Comunicados de Imprensa A informação dos comunicados de imprensa são da exclusiva responsabilidade das marcas e produtos neles referidos
Notícia

Wise Pirates está no top 10 das empresas de crescimento mais rápido em 2022

24 de Janeiro de 2023 às 18:52
A certificação foi atribuída pela Business Chiefs Insights, que destaca a maturidade e excelência da agência de marketing digital. A Wise Pirates cresce mais de 70% há cinco anos consecutivos.

O novo ano não poderia começar da melhor forma para a Wise Pirates, que acaba de ser incluída no "Top 10 Fastest Growing Companies of the year 2022" da Business Chiefs Insights. Esta certificação reconhece as empresas que alcançaram um crescimento mais rápido e a agência de marketing digital portuguesa é exemplo disso, uma vez que apresenta um crescimento de 70% há cinco anos consecutivos. Para esta evolução muito tem contribuído a aposta na inovação e na automatização.

"Se algum dia imaginei que estaríamos aqui hoje? Não, com tanta rapidez. Mas sei que parte deste sucesso é porque conseguimos reunir, ao longo dos anos, uma equipa empenhada, inteligente e curiosa", afirma Pedro Barbosa, CEO da Wise Pirates, visivelmente orgulhoso por este reconhecimento. "Apesar de acreditarmos que o nosso foco deve manter-se na nossa consolidação enquanto empresa, essa consolidação deve ser acompanhada de um crescimento equilibrado, como tem acontecido até agora", acrescentou o responsável. Para isso, uma das prioridades continuará a ser o "trabalho de equipa".

Fundada em 2017 e com uma equipa de 120 colaboradores, a Wise Pirates trabalha mais 500 marcas em mais de 100 mercados (como por exemplo, Brasil, Suíça ou Estados Unidos da América) em áreas como o retalho, finanças, educação, saúde, entre outras.

2023 anuncia-se como um ano com muitas novidades, uma vez que a Wise Pirates está a desenvolver um dos produtos automatizados de introdução de dados mais avançados do mercado europeu. A empresa já está a implementá-lo em oito clientes, mas irá expandi-lo, brevemente, do Google para a Meta e o TikTok.
Mais notícias