Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

UTAO diz que economia pode crescer 2,5% este ano

A confirmarem-se as previsões do gabinete que apoia os deputados, a economia teria o maior crescimento numa década, desde 2007, ano em que progrediu na mesma grandeza.

Mário Centeno ministro finanças
Bruno Simão/Negócios
Negócios com Lusa 02 de Junho de 2017 às 10:40
  • Assine já 1€/1 mês
  • 19
  • ...
A Unidade Técnica de Apoio Orçamental (UTAO) estima que, se o crescimento económico dos próximos trimestres for em linha com o projectado pelo Governo do Programa de Estabilidade, o Produto Interno Bruto (PIB) vai crescer 2,5% este ano.

Na nota sobre a execução orçamental até Abril, a que a Lusa teve hoje acesso, a UTAO faz um exercício relativamente ao crescimento económico para o conjunto do ano já considerando os dados do Instituto Nacional de Estatísticas (INE) relativos ao primeiro trimestre e que deram conta de um crescimento de 2,8% em termos homólogos e de 1,0% em cadeia.

Segundo a UTAO, "na hipótese dos trimestres remanescentes de 2017 registarem uma variação nula em cadeia, o crescimento anual do PIB situar-se-á em 2,0%", ou seja, mais 0,2 pontos do que a projecção do Governo.

No entanto, se o crescimento em cadeia nos próximos trimestres for conforme o previsto no Programa de Estabilidade deste ano, "o crescimento do PIB em 2017 tenderá a situar-se em torno de 2,5%".

Os técnicos que suportam o parlamento em termos orçamentais estimam ainda que o crescimento económico só corresponderá ao valor esperado pelo Governo, de 1,8%, "apenas no caso de uma contracção em cadeia em torno de 0,2%".

A confirmar-se a subida de 2,5% no final do ano, Portugal atingiria o maior crescimento desde 2007, ano em que registou um crescimento na mesma ordem.

A subida de 2,5% prevista está em linha com a esperada pelos analistas do Montepio, que esta semana reviu em alta as suas projecções. Mais optimista está o ISEG, que antevê um aumento do PIB entre 2,4% e 2,8%, o que poderia, caso superasse os 2,5%, levar a economia a obter o melhor registo em 17 anos. 

Antecipações que ficam, todas elas, acima das metas estabelecidas pelo Governo para o crescimento da economia: subida de 1,5% prevista no Orçamento do Estado, que passou a 1,8% no Programa de Estabilidade.

(notícia actualizada às 11:00 com mais informação)
Ver comentários
Saber mais UTAO PIB
Mais lidas
Outras Notícias