Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Opções para deixar o carro em casa na passagem do ano

Metros, autocarros e comboios vão estar a funcionar em Lisboa e Porto durante toda a noite de Ano Novo. A procura pelo transporte público, para evitar constrangimentos de trânsito e de estacionamento, deve continuar a aumentar.

  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
A noite de passagem de ano é também especial para os transportes públicos, que há já alguns anos começaram a disponibilizar ofertas para os que querem deixar o carro em casa. A chegada de 2020 não será exceção e os metros de Lisboa e Porto, a Carris e a STCP, mas também a CP vão ajustar operações, reforçar serviços e assegurar transporte pela madrugada dentro.

Em Lisboa, a Carris garante que na noite do dia 31 de dezembro o serviço noturno vai funcionar normalmente "com alguns reforços nas carreiras que servem a zona da Baixa, nomeadamente nas ligações para a zona ocidental da cidade, onde não há metro". Reforços que serão mais acentuados a partir da meia-noite e nas carreiras que iniciam o funcionamento a partir do Cais do Sodré, Rossio e Santa Apolónia. Com as fortes restrições ao trânsito no centro da cidade, onde haverá concertos e fogo de artifício, a empresa detida pela autarquia da capital será também obrigada a reajustes no funcionamento das carreiras que passam nessa zona da cidade, repondo os percursos normais assim que a circulação reabra na Praça do Comércio.

O Metro de Lisboa vai funcionar até às 04:00, nas linhas Azul e Verde, mantendo várias estações abertas, de modo a apoiar as festividades. Na linha Azul, as estações que vão estar abertas são Reboleira, Amadora Este, Pontinha, Colégio Militar, Jardim Zoológico, São Sebastião, Marquês de Pombal, Restauradores e Baixa Chiado. Já na linha Verde, vão estar abertas as estações de Telheiras, Campo Grande, Areeiro, Alameda, Anjos, Rossio, Baixa-Chiado e Cais do Sodré. Nos últimos anos tem operado em três das quatro linhas - Azul, Verde e Vermelha - com várias estações abertas ininterruptamente.

No Porto, onde há concertos nos Aliados, o metro irá igualmente funcionar toda a noite, como já é tradição, em todas as linhas menos na Violeta, que liga a Trindade ao aeroporto. Com os festejos a tomarem conta do centro da cidade Invicta, a STCP irá reforçar a operação. As frequências vão variar entre os 15 e os 30 minutos nos períodos e eixos de maior procura, "o que em algumas linhas equivale a quadruplicar a oferta", disse fonte oficial da empresa, acrescentando que serão também utilizadas as viaturas articuladas, que são as de maior capacidade de que dispõe. Em termos de acessos, como os Aliados estarão com a circulação automóvel limitada, as linhas que normalmente passam por essa zona da cidade irão sofrer alterações. Nos últimos anos a STCP já tem vindo a efetuar o reforço do serviço na passagem do ano, salientando que é "notória a crescente adesão dos clientes".

Também a CP desafia as populações de Lisboa, Porto e Coimbra a viajarem de comboio urbano para as festas que se celebram nos centros das cidades e seus arredores. Para isso, a empresa de transporte ferroviário terá preços promocionais, reforçará a oferta dos comboios regulares e irá realizar comboios especiais. Depois da meia-noite e pela madrugada dentro, nos serviços urbanos de Lisboa, além do reforço nos comboios regulares, vão assegurar-se comboios especiais, com paragem em todas as estações, a partir do Rossio em direção a Sintra - com partida às 1h30, 2h00, 3h00, 4h00 e 5h00 - e do Cais do Sodré em direção a Cascais - com partida às 2h00, 3h00 e 4h00. Também nos urbanos do Porto haverá comboios especiais para chegar à cidade antes da meia-noite e partir pela madrugada dentro. São várias as ofertas para que a noite seja de festa, sem preocupações com o congestionamento de trânsito e estacionamento.


Descontos no preço e estacionamento

As principais empresas de transporte público de passageiros de Lisboa e Porto vão funcionar durante toda a noite e madrugada, mas asseguram também a quem possua passe um desconto no estacionamento. É o que acontecerá no Porto, onde a Câmara Municipal vai avançar com preços especiais no Park & Ride para os utilizadores do Andante, que podem estacionar em cinco parques - Campo Alegre, Casa da Música, Estádio do Dragão, Rua de S. Roque da Lameira e Campo 24 de Agosto - e chegar aos Aliados nos autocarros da STCP. Também no Porto, a CP salienta que nessa noite os que viajarem nos comboios urbanos poderão usufruir de parques de estacionamento gratuitos, sendo que no caso dos parques pagos "oferece um preço bonificado".

Para dar resposta às necessidades acrescidas de mobilidade nessa noite, a empresa de transporte ferroviário vai disponibilizar ainda uma tarifa especial de 2 euros, na compra da viagem de ida e volta, válida nos serviços urbanos de Lisboa, Porto e Coimbra.

O aumento da procura pelo transporte público na noite de fim de ano tem vindo a aumentar e as principais empresas de Lisboa e Porto estimam novo acréscimo este ano. Entre a noite de 31 e a madrugada do dia 1 a Metro do Porto prevê transportar mais de 100 mil pessoas. "Entre 80 e 100 mil pessoas é o habitual, mas depende muito do clima desses dias", explicou fonte oficial da empresa.

A STCP está igualmente à espera de um aumento da procura na chegada do Ano Novo. Depois de na entrada em 2019 ter registado uma subida de 15% de passageiros face ao ano anterior, "espera-se que este ano, com muito mais clientes aderentes ao PART (o programa de apoio à redução do tarifário que permitiu descer os preços dos passes), se verifique um novo acréscimo na utilização deste serviço", salientou.

Na CP, nos serviços urbanos de Lisboa, na noite da passagem de ano 2018/2019 foram transportados 35.400 passageiros, um aumento da ordem dos 11%. Já no Porto foram transportados 18.938 passageiros, um número sensivelmente idêntico ao registado um ano antes.

A Metro do Porto estima transportar mais de 100 mil pessoas na noite de passagem do ano.


Operadores TVDE reforçam efetivo

As operadoras de transporte individual de passageiros apresentam-se como uma alternativa de mobilidade para a noite de passagem do ano, prometendo estar atentas à procura excecional e expectável nas duas maiores cidades do país, reforçando o número de carros e de motoristas face ao efetivo habitual para uma noite de terça-feira e para uma madrugada de quarta-feira.

"É certo que iremos sentir uma grande diferença, comparando com os mesmos dias de semanas anteriores. No entanto, iremos comunicar aos nossos motoristas a procura adicional expectável e assegurar que estão devidamente atentos e preparados para suportar a procura que irá surgir", frisa Sérgio Pereira, diretor da Kapten em Portugal, onde tem uma base de mais de seis mil motoristas, "300% maior do que em dezembro de 2018".

Além de sugerir a preparação antecipada das deslocações e a consideração de transportes públicos para "algumas das necessidades", aproveitando as operações especiais preparadas na capital e na Invicta, o gestor da antiga Chauffeur Privé quer ainda "sensibilizar os clientes para terem um carinho especial nessa noite com os motoristas que estão a abdicar do seu tempo com família e amigos (…) para contribuir para uma mobilidade mais eficaz e segura para todos".

"A noite de passagem do ano é, sem dúvida, um dos momentos em que existe maior procura dos nossos serviços, especialmente em Lisboa e no Porto. Neste sentido, estamos a preparar-nos para a última noite do ano e tentaremos assegurar que os utilizadores terão carros disponíveis" nessas duas cidades, respondeu David Ferreira da Silva, responsável português da Bolt, anteriormente denominada Taxify.

Fonte oficial da Uber, a plataforma pioneira em território português, indicou apenas que "a operação vai decorrer dentro da normalidade", sublinhando que irá "reforçar algumas dicas de segurança junto dos utilizadores", como a verificação da matrícula antes de entrarem no automóvel, a cor e a marca do veículo e a foto do motorista.

Kapten, Bolt e Uber prometem estar atentas à maior procura esperada na noite do réveillon.


Cinco conselhos para a noite de réveillon

Conheça as dicas das principais plataformas eletrónicas de transporte para os seus passageiros.

Agrupar antes da partilha
Numa noite em que a procura aumenta consideravelmente em todas as plataformas de mobilidade disponíveis, uma forma de os passageiros evitarem demoras mais prolongadas é reunirem-se em pequenos grupos para partilhar o carro.

Optar por carros maiores
Para que consigam movimentar-se na cidade mais facilmente e escapar aos elevados tempos de espera, David Ferreira da Silva, responsável pela Bolt em Portugal, aconselha também a opção por carros com mais lugares disponíveis.

Fugir das ruas principais
Outro conselho deixado pelo gestor da antiga Taxify é para os passageiros evitarem posicionar-se nas principais ruas da cidade para o ponto de recolha, onde o trânsito e a concentração de pessoas são maiores.

Antecipar deslocações
Sérgio Pereira, diretor da Kapten em Portugal, aconselha os clientes a preparem as deslocações com alguma antecedência e, se possível, a fazerem as deslocações que necessitam o mais atempadamente possível, dado que as duas a três horas antes e depois da meia-noite serão os períodos mais críticos.

Verificar tudo antes de viajar
Verificar sempre a matrícula antes de entrar no automóvel; verificar a cor e marca do automóvel e verificar a foto do motorista são as dicas de segurança deixadas pela Uber.
Ver comentários
Saber mais ano novo passagem do ano Metros autocarros comboios transportes TVDE
Mais lidas
Outras Notícias