Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

ASAE apreende 1700 garrafas de Pêra-Manca falsificado

As garrafas eram vendidas através da internet por mais de 350 euros cada uma.

Negócios jng@negocios.pt 26 de Julho de 2016 às 17:03
  • Assine já 1€/1 mês
  • 8
  • ...
A ASAE apreendeu 1.700 garrafas falsas de vinho "Pêra-Manca", de valor aproximado de 250 mil euros, numa operação que até aqui conta apenas com um arguido, revela a instituição, em comunicado.

"A operação foi realizada na área da Grande Lisboa pela Unidade Nacional de Informações e Investigação Criminal que interceptou uma viatura de mercadorias que armazenava no seu interior garrafas de vinho tinto, colheita de 2010, com os rótulos, contra rótulos e cápsulas contrafeitas", pode ler-se no comunicado da Autoridade de Segurança Alimentar e Económica.

De acordo com a mesma fonte, "o preço de cada garrafa, na produção é de cerca de 150 euros, sendo vendidas no mercado digital a 350 euros". 

Para já foi constituído um arguido, mas a autoridade tem "em curso diligências de investigação para apurar os restantes elementos desta cadeia de distribuição ilegal, aguardando-se pelos resultados das análises físico-químicas e sensoriais a realizar no Laboratório de Segurança Alimentar da ASAE". No comunicado é deixado o alerta para as compras de vinho feitas através dainternet.

O "Pêra-Manca" é um dos vinhos mais visados pela contrafacção, havendo registo da presença de garrafas falsificadas em importantes mercados de exportação, como Angola e Brasil. Desde 2011, todas as garrafas deste vinho trazem um sistema de segurança: um "código alfanumérico único, associado à utilização do holograma Cartuxa, incorporado na cápsula, que assegura a rastreabilidade e autenticidade de cada garrafa", de acordo com o site do produtor. Também aqui se pode inserir o código de forma a apurar se a garrafa de vinho que comprou é ou não genuína. 


Ver comentários
Saber mais ASAE Cartuxa Vinho Pêra-Manca
Mais lidas
Outras Notícias