Política Bloco disponível para acordo à esquerda em Lisboa

Bloco disponível para acordo à esquerda em Lisboa

Ricardo Robles deixou no ar, em debate na Renascença, a possibilidade de uma "geringonça" em Lisboa. Medina e João Ferreira evitaram referir-se ao cenário e disseram que o tempo é de os eleitores escolherem.
Bloco disponível para acordo à esquerda em Lisboa
João Miguel Rodrigues
Negócios 11 de setembro de 2017 às 13:26
O candidato do Bloco de Esquerda às autárquicas em Lisboa disse que o partido está disponível para acordos à esquerda no executivo da capital. Em declarações na rádio Renascença, durante o debate entre os seis principais candidatos à câmara, Ricardo Robles disse que o BE está aberto ao que disse ser "uma viragem à esquerda".

Contudo, entre os restantes partidos que poderiam tomar parte num acordo desta natureza - nomeadamente PS e PCP - a reacção foi mais contida, com os candidatos de ambas as formações a evitarem pronunciar-se sobre cenários pós-eleitorais.

Fernando Medina, o actual autarca do PS, disse que os "cenários pós-eleitorais devem ficam para os analistas" enquanto João Ferreira, do PCP, não quis "antecipar os resultados", frisando ambos que o momento é de "escolha" para a cidade e os eleitores.

"Visto todos estarem prontos a unirem-se a Fernando Medina," a líder centrista e candidata à capital pelo CDS-PP, Assunção Cristas, disse que será ela a melhor opção a Lisboa. Pelo PSD, Teresa Leal Coelho ficou sem resposta, quando questionou Medina se o actual presidente terá disponibilidade para dialogar com o PSD caso os sociais-democratas vençam as eleições.



pub

Marketing Automation certified by E-GOI