Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

De Sócrates a Duarte Lima: conheça os 318 beneficiários de subvenções vitalícias

António Guterres, Armando Vara, Miguel Macedo ou Zita Seabra constam da lista que volta a ser publicada três anos depois. Apoio é financiado por impostos e pago após 12 anos de funções e 55 de idade, completados até 2009.

A carregar o vídeo ...
  • Assine já 1€/1 mês
  • 61
  • ...

A lista dos ex-titulares de cargos políticos que recebem subvenções mensais vitalícias voltou a estar online e atualizada esta segunda-feira, 2 de setembro, depois de a divulgação ter sido interrompida com a entrada em vigor do Regulamento Geral de Proteção de Dados (RGPD), num dossiê que nas últimas semanas fez o Governo socialista dar uma volta de 360 graus.

 

Desta publicação constam 318 pessoas, com o valor mensal das subvenções a variar entre o mínimo de 883 euros pagos ao ex-deputado socialista Renato Luís Pereira Leal, e o máximo de 13.607 euros (com redução parcial) a Vasco Rocha Vieira, que foi o último Governador de Macau e em 2012 nomeado para o Conselho Geral e de Supervisão da EDP.

 

Com estado "ativo" aparecem, por exemplo, os valores pagos aos ex-primeiros-ministros José Sócrates (2.372 euros) e António Guterres (4.138), atual secretário-geral da ONU; aos ex-deputados Armando Vara (2.014) e Duarte Lima (2.289); aos ex-ministros Miguel Macedo (2.609) e Alberto Martins (2.899) – duas entradas face à ultima lista, publicada em 2016 –; ou às ex-deputadas comunistas Ilda Figueiredo (2.635) e Zita Seabra (1.342 euros), tendo esta última feito também um mandato pelo PSD, que deixou recentemente para aderir ao partido Iniciativa Liberal.

 

 

Dois terços do total de subvenções estão a ser pagas na totalidade, enquanto 47 surgem com a indicação de "redução total" (é o caso do ex-ministro Miguel Relvas, que tem direito a 2.899,53 euros), 18 com redução parcial (por exemplo, os 2.685,53 devidos ao histórico do CDS, Adriano Moreira) e há ainda 44 que têm este pagamento suspenso por estarem a exercer funções políticas ou públicas remuneradas. Aqui estão listados o líder do PSD, Rui Rio (1.379) e o ex-autarca laranja Álvaro Amaro (2.317), eleito em maio eurodeputado, o presidente do PS, Carlos César (2.550) ou o atual presidente da Assembleia da República, Eduardo Ferro Rodrigues (2.635 euros).

 

Têm direito a este apoio não contributivo, financiado por impostos, os titulares de cargos políticos que tenham reunido as condições – 12 anos de exercício de funções e 55 de idade – até ao final da legislatura que terminou em 2009.

 

Os ex-Presidentes da República e os ex-titulares de cargos políticos da Região Autónoma da Madeira não surgem nesta lista, uma vez que essas subvenções mensais vitalícias são atribuídas e pagas pela Presidência da República e pela Região Autónoma, respetivamente, ao abrigo de legislação própria.

 

Beneficiários tiveram conhecimento prévio

 

A divulgação da lista tinha sido interrompida em maio de 2018 porque o Governo considerava que devido ao RGDP era preciso uma nova lei que tornasse a publicação obrigatória, considerando a informação em causa como sendo de interesse público.

 

No entanto, não era essa a posição da Comissão de Acesso aos Documentos Administrativos (CADA), que num parecer de setembro considerou que não era necessária uma nova lei. A Associação Transparência e Integridade também considerava que bastava que o Governo decidisse publicar a lista.

 

O diploma para voltar a publicar a lista tinha sido prometido pelo PS em agosto de 2018, mas acabou por não ser levado a votos, tendo o Governo optado por tomar a iniciativa através de decreto-lei, publicado a 21 de agosto, definindo as regras para a divulgação. Os beneficiários tiveram conhecimento prévio que seriam mencionados na lista e a informação divulgada. O diploma determina ainda que deixam de constar da lista no mês seguinte ao fim da atribuição da subvenção.

Ver comentários
Saber mais política subvenções vitalícias CGA impostos parlamento josé sócrates duarte lima armando vara antónio guterres ps psd
Mais lidas
Outras Notícias