Política PCP admite fazer parte do próximo Governo

PCP admite fazer parte do próximo Governo

Em entrevista à CMTV, Jerónimo de Sousa diz que, se o partido tiver mais votos nas próximas legislativas, poderá aliar-se ao PS num Governo. Uma maioria absoluta dos socialistas poderia gerar "retrocesso", considera.
PCP admite fazer parte do próximo Governo
Miguel Baltazar
Negócios 12 de setembro de 2017 às 09:47

Jerónimo de Sousa admite vir a fazer parte de um futuro Governo, caso o seu partido tenha um reforço de votos nas urnas e o programa preveja uma política patriótica de esquerda. O cenário foi deixado pelo líder dos comunistas durante uma entrevista à CMTV, em que considerou que, caso o PS tenha maioria absoluta, poderá haver um "retrocesso".

"O PCP está em condições de integrar um Governo, que teria de ter uma política patriótica e de esquerda", disse Jerónimo de Sousa. Segundo o líder dos comunistas, tudo depende dos resultados eleitorais. "Se o povo assim o entender, dando mais força ao PCP, com mais representação. Naturalmente que estamos em condições de afirmar que temos uma política alternativa e poderíamos integrar um Governo que concretizasse essa política", referiu.

Jerónimo de Sousa considera que o povo só tem a ganhar com o eventual reforço da posição do PCP, ao contrário do que aconteceria com o PS. Se os socialistas tivessem maioria absoluta, "poderia tender para uma politica de retrocesso", adverte.

Sobre o Orçamento do Estado para 2018, voltou a repetir que não tem linhas vermelhas e garante que não será radical na negociação.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI