Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Fiat acelera na Europa para duplicar lucros até 2018

A Fiat Chrysler vai fazer o maior investimento na Europa em mais de uma década. A fabricante automóvel italo-americana quer duplicar os lucros até 2018.

Bloomberg
André Vinagre andrevinagre@negocios.pt 01 de Março de 2016 às 13:46
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

Após adiar o investimento na Europa durante vários anos, a Fiat vai agora apostar no mercado europeu com o objectivo de conseguir duplicar os lucros até 2018, escreve esta terça-feira, 1 de Março, a Bloomberg.

 

A fabricante italo-americana, que detém marcas como a Fiat, a Alfa Romeo, a Maserati e a Jeep, vai aproveitar o salão automóvel de Genebra, que se realiza entre hoje e 13 de Março, para revelar 10 modelos novos ou renovados.

 

As novidades vão desde pequenos carros, como o Fiat Tipo, até ao desportivo Maserati Levante. Já a Alfa Romeo vai apresentar o novo Giulia Sedan e versões renovadas do Giulietta.

 

"Com os novos modelos a chegarem ao mercado, esperamos consolidar a tendência de melhoria que encontrámos na Europa", disse Alfredo Altavilla, líder das operações europeias da Fiat Chrysler.

O Fiat 124 Spider foi um dos modelos apresentados na abertura do Salão Automóvel de Genebra.
O Fiat 124 Spider foi um dos modelos apresentados na abertura do Salão Automóvel de Genebra. Bloomberg

 

A Bloomberg escreve que Sergio Marchionne, CEO da Fiat (na foto acompanhado pelo chairman da marca, John Elkann, esta terça-feira na abertura do Salão Automóvel de Genebra), continua a batalhar em outros mercados. A queda das vendas no Brasil fez com que os resultados da marca na América Latina fossem piores do que o esperado, enquanto os mercados chinês e norte-americano continuam incertos para o grupo, o que faz com que o mercado europeu seja muito importante para a empresa.

 

A Fiat depende das vendas dos novos carros para ultrapassar o cepticismo com que os especialistas da indústria olham para os objectivos do grupo. Além de dobrar os lucros, a Fiat tem como objectivo eliminar 5 mil milhões de euros de dívida e gerar uma liquidez na ordem dos 4 mil milhões de euros.

 

Esta aposta na Europa por parte da Fiat pode ser consequência da perda de quota de mercado por parte da Volkswagem depois do escândalo de emissão de gases.

 

Massimo Vecchio, analista do sector ouvido pela Bloomberg, espera que as vendas aumentem 8% na Europa durante este ano. "Auxiliada pela introdução de novos modelos, esperamos que a Fiat tenha um bom desempenho no mercado europeu este ano", disse o analista.

O Maserati Levante também foi apresentado hoje em Genebra.
O Maserati Levante também foi apresentado hoje em Genebra. Bloomberg
Ver comentários
Saber mais Fiat Europa Volkswagen Geneva International Motor Show
Outras Notícias