Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Carlos Costa pediu escusa sobre CGD em novembro. Elisa Ferreira não vê razões para se afastar

Ao contrário do governador do Banco de Portugal, Elisa Ferreira considera que “não existem razões” que possam influenciar a forma como supervisiona a Caixa Geral de Depósitos.

Lusa
Rita Atalaia ritaatalaia@negocios.pt 11 de Fevereiro de 2019 às 22:10
  • Assine já 1€/1 mês
  • 1
  • ...
A decisão de Carlos Costa, governador do Banco de Portugal, de pedir escusa nas decisões sobre a auditoria da EY a 15 anos de gestão da Caixa Geral de Depósitos (CGD) não foi tomada agora. Esta posição foi adotada há três meses, segundo disse o responsável numa nota agora publicada no site do supervisor, que complementa o comunicado de sexta-feira e que revelava que Carlos Costa tinha pedido para não participar em questõ...
Negócios Premium
Conteúdo exclusivo para assinantes
Já é assinante? Inicie a sessão
Assine e aceda sem limites, no pc e no smartphone
  • Conteúdos exclusivos com melhor da informação económica nacional e internacional;
  • Acesso sem limites, até três dispositivos diferentes, a todos os conteúdos do site e app Negócios, sem publicidade intrusiva;
  • Newsletters exclusivas;
  • Versão ePaper, do jornal no dia anterior;
  • Acesso privilegiado a eventos do Negócios;
Ver comentários
Saber mais Banco de Portugal CGD auditoria
Mais notícias Negócios Premium
+ Negócios Premium
Capa do Jornal
Informação de qualidade tem valor. Invista. Assine já 1mês / 1€
Mais lidas
Outras Notícias