Banca & Finanças Patris desfaz-se de participações e foca atividade na Real Vida

Patris desfaz-se de participações e foca atividade na Real Vida

O grupo de Gonçalo Pereira Coutinho vendeu a antiga gestora de fundos de investimento do BPN, passou a intermediação financeira para o BiG e planeia vender a participação na gestora de fundos de pensões da Altice.
Patris desfaz-se de participações e foca atividade na Real Vida
Bruno Simão
Negócios 27 de agosto de 2019 às 10:13
A Patris está a reestruturar o grupo e a centrar a atividade na Real Vida Seguros. Segundo avançou o Eco na segunda-feira, 26 de agosto, o grupo de Gonçalo Pereira Coutinho vendeu a gestora de fundos de investimento que pertencia ao BPN, passou a intermediação financeira para o BiG e planeia vender a participação na gestora de fundos de pensões da Altice.

"Em novembro de 2018, a Real Vida Seguros cedeu as quotas representativas da totalidade do capital social da CDSPSBACFD - Consultora e Serviços (anteriormente designada por Patris Gestão de Ativos - Sociedade Gestora de Investimentos Mobiliários)", indica o relatório e contas de 2018 da Patris.

Gonçalo Pereira Coutinho explica ao Eco que a antiga gestora de fundos do BPN, que a Patris comprou ao Estado em 2012 por 3,2 milhões de euros, foi vendida a um investidor estrangeiro, por "um valor simbólico", uma vez que a empresa já estava esvaziada e não tinha qualquer atividade financeira. A gestão de ativos foi, assim, integrada na Real Vida, reforçando as competências da seguradora.

Ao mesmo tempo, a intermediação financeira foi integrada noutro veículo. "Foi decidido passar a atuar na intermediação de valores mobiliários não através de uma corretora (a Patris Corretora), mas sim através de um agente vinculado (Patris Finance)", indica o relatório e contas.

A Patris Finance foi registada na Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), em maio de 2019, como agente vinculado ao BiG. Significa isto que a Patris Finance não tem autonomia nem irá fazer intermediação financeira, um serviço que será assegurado pelo BiG. A única atividade da Patris Finance será a de angariação de clientes, em nome do BiG.

Por fim, a Patris prevê ainda alterações na participação que detém na Previsão, a gestora de fundos de pensões da Altice. "Através da Real Vida, a Patris adquiriu 15,5% do capital da Previsão, Sociedade Gestora de Fundos de Pensões, perspetivando-se para 2019 ou a compra da totalidade da empresa ou a alienação da participação detida", indica o relatório.

Pereira Coutinho antecipa, contudo, que o destino desta participação deverá ser a venda. Esta gestora de fundos de pensões é detida em 82,05% pela Altice e em 2,5% pela Allianz Portugal. Em março, segundo avançou o Jornal Económico, a Altice recebeu propostas pela Previsão, incluindo uma da Patris, mas terá sido o grupo IIBG Holdings a entrar em negociações exclusivas. "Este grupo fez a melhor proposta. Se a Altice vender, nós também vendemos", disse Pereira Coutinho ao Eco.



pub

Marketing Automation certified by E-GOI