Banca & Finanças Presidente do ActivoBank muda-se para administração do Banco Montepio

Presidente do ActivoBank muda-se para administração do Banco Montepio

Dulce Mota, que está no grupo BCP desde 1996 e que assegurou a presidência executiva do ActivoBank no último ano, vai para a administração do Banco Montepio. O processo já está no Banco de Portugal.
Presidente do ActivoBank muda-se para administração do Banco Montepio
Dulce Mota vai integrar a administração do Montepio, liderada por Carlos Tavares.
Lusa
Diogo Cavaleiro 30 de novembro de 2018 às 14:53

A presidente do ActivoBank, Dulce Mota, vai mudar-se para a administração do Banco Montepio, noticiou o Eco e confirmou o Negócios. O nome está já no Banco de Portugal para o habitual processo de avaliação. 

 

Dulce Mota encontra-se no grupo BCP desde 1996. Aí, ocupou vários cargos, tendo estando na liderança da área da corretora e na banca digital. A banca privada também fez parte da sua vida, mas foi na chefia do gabinete de Nuno Amado e na direcção do gabinete de comunicação que passou o período entre 2012 e 2017.

 

Desde o final do ano passado, ainda que para terminar o mandato entre 2016 e 2018, Dulce Mota assegurou a presidência executiva do ActivoBank, o banco electrónico do BCP, cargo que tinha ocupado entre 2005 e 2009. Sai agora para o Montepio. 

 

A gestora abandona o ActivoBank numa altura em que a nova presidência executiva, comandada por Miguel Maya, quer dar um novo valor à instituição financeira, preparando até a sua internacionalização. Nos primeiros nove meses do ano, o banco obteve lucros de 3,6 milhões de euros, tendo um activo de 1,3 mil milhões de euros face a um passivo que ascende a 1,25 mil milhões.

 

Contactada pelo Negócios, Dulce Mota não quis fazer considerações. O BCP confirma a saída, mas não faz mais comentários. No Montepio, também há a confirmação da contratação, mas o processo ainda tem de passar no crivo do Banco de Portugal, a autoridade que supervisiona directamente a instituição financeira. O nome já foi entregue. 

O Banco Montepio, detido em exclusivo pela associação mutualista, tem estado a alargar a sua administração: ainda a semana passada foi noticiado que Leandro Silva integra já a equipa executiva liderada por Carlos Tavares, de que tinha sido chefe de gabinete durante o Governo de Durão Barroso. 





pub

Marketing Automation certified by E-GOI