Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Mercadona chega a Aveiro com atraso de três meses devido à covid-19

A retalhista espanhola vai inaugurar a 16 de junho a loja no antigo Matadouro, que cria 60 postos de trabalho. Ainda este ano vai abrir outra na cidade aveirense, num total de dez previstas para este ano em Portugal.

DR
António Larguesa alarguesa@negocios.pt 19 de Maio de 2020 às 10:01
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

Inicialmente previsto para 24 de março, o primeiro supermercado da Mercadona na cidade de Aveiro vai finalmente ser inaugurado a 16 de junho. Esta é a primeira de dez aberturas programadas para 2020 por parte da retalhista espanhola, que arrancou o processo de internacionalização deste lado da fronteira. 

 

O início da atividade comercial no espaço do antigo Matadouro acontece assim quase três meses depois da previsão inicial. A empresa explica que devido à pandemia de covid-19 "decidiu colocar todos os seus esforços em garantir a segurança e saúde dos seus clientes e colaboradores".

 

À imagem das outras dez que tem também nos distritos do Porto e Braga, esta nova unidade vai seguir as mesmas medidas de segurança: distâncias de segurança e lotação controlada; máscaras, óculos de proteção, luvas e gel desinfetante para todos os colaboradores, assim como proteções de acrílico nas caixas de pagamento; desinfeção e limpeza.

 

Localizada no centro da capital de um distrito onde também já tinha presença – Ovar e São João da Madeira abriram no ano passado –, esta loja vai empregar cerca de 60 pessoas. De acordo com a nota de imprensa divulgada esta terça-feira, 19 de maio, conta com uma superfície de vendas de 1.800 metros quadrados e 175 lugares de estacionamento.

 

"Aveiro é uma cidade dinâmica e cheia de vida onde queremos estar. Esta loja estreia-se com todas as condições de higiene e segurança que temos vindo a implementar. Além da oferta de um sortido diferenciado que trazemos, com produtos de grande qualidade a preços competitivos, queremos que as pessoas se sintam seguras a fazer as suas compras e que saiam satisfeitas desde o primeiro dia", frisa Inês Santos, diretora de Relações Externas Centro e Sul de Portugal.

 
Previsão de 30 lojas em 2021

Com quase mil trabalhadores em Portugal, onde faturou 32 milhões de euros no ano de estreia, a empresa liderada por Juan Roig ainda não detalhou as datas de abertura nas outras localizações confirmadas para este ano: Paços de Ferreira, Aveiro, Trofa, Águeda, Penafiel, Santo Tirso, Ermesinde e Viana do Castelo, além de uma segunda unidade no concelho aveirense (Silva Rocha).

Em 2021 estima abrir mais uma dezena de lojas, ainda sem detalhes sobre as datas ou as cidades envolvidas no plano de expansão. Porém, já foi anunciada a construção de um bloco logístico perto de Lisboa, que será totalmente automatizado e de maiores dimensões do que aquele que tem a funcionar na Póvoa de Varzim, preparando desta forma a chegada à capital e à zona sul, o que está previsto acontecer apenas em 2022. 

Ver comentários
Saber mais comércio mercadona aveiro supermercado covid-19
Mais lidas
Outras Notícias