Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Assembleia da TAP com trabalhadores aprova nova administração por unanimidade

A TAP realizou esta sexta-feira, 30 de Junho, a assembleia-geral para alterar os estatutos e nomear o novo conselho de administração. Já contou com os trabalhadores, mas poucos. Todos os pontos foram aprovados por unanimidade.

Bruno Simão
Negócios jng@negocios.pt 30 de Junho de 2017 às 19:36
  • Partilhar artigo
  • ...

Miguel Frasquilho já foi ratificado como novo presidente não executivo ("chairman") da TAP. O novo conselho de administração da transportadora foi aprovado esta sexta-feira, 30 de Junho, em assembleia-geral.

Esta foi a primeira reunião geral desde que os trabalhadores estão no capital da empresa, depois da oferta pública de venda que colocou 5% da empresa nas mãos dos quadros. No entanto, foi pouca a participação dos trabalhadores nesta primeira assembleia-geral em que puderam estar presentes.

Esteve presente 95,1404% do capital social da TAP SGPS, mas a Atlantic Gateway tem 49% e o Estado 50%.

Na reunião que decorreu esta sexta-feira, a administração - cujos nomes já eram conhecidos - foi aprovada "por unanimidade", segundo um comunicado da transportadora.

Além da entrada de Miguel Frasquilho como "chairman", a nova administração da TAP terá como administradores não executivos Diogo Lacerda Machado, o "melhor amigo" do primeiro-ministro António Costa e que intermediou as negociações para que o Estado voltasse a ter 50% da empresa, Esmeralda Dourado, Ana Pinho Macedo Silva, António Gomes de Menezes, Bernardo Trindade. Estes seis não executivos foram os escolhidos pelo Estado. E partilharão a mesa do conselho com David Neeleman, Li Neng (da chinesa HNA), Humberto Pedrosa, além dos três gestores com cargos executivos: David Pedrosa, Max Otto Urbahn e Fernando Pinto.

De acordo com o comunicado, foi ainda aprovada a alteração dos estatutos "no sentido de melhor se adaptar à nova estrutura accionista e dotar a sociedade das ferramentas necessárias para uma gestão executiva privada, estável coesa e alinhada com o novo conselho de administração e os seus accionistas". As alterações mereceram também a aprovação pela totalidade dos accionistas presentes. Assim como a conversão de parte das acções noutras categorias de títulos.



A TAP acrescenta que, com esta assembleia, "encerra assim um longo capítulo em tom de mudança, entrando numa nova fase com renovada capacidade técnica e experiência profissional, capaz de enfrentar novos desafios e contando com o apoio de todos os seus accionistas, colaboradores e administração para um crescimento contínuo e sustentável".

Ver comentários
Saber mais TAP conselho de administração
Outras Notícias