Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Easyjet descarta Montijo: O nosso ADN é operar aeroportos principais

A companhia low cost não vê, por agora, vantagens em mudar-se para o Montijo. O responsável português, José Lopes, lembra que ainda não estão definidos custos na margem Sul do Tejo.

Bruno Simão/Negócios
Wilson Ledo wilsonledo@negocios.pt 23 de Março de 2017 às 15:16
  • Assine já 1€/1 mês
  • 2
  • ...

A Easyjet descarta transferir a sua operação para o Montijo, aquando da abertura da pista complementar à Portela em 2021.

"O ADN da Easyjet é operar aeroportos principais", sintetizou o responsável da Easyjet em Portugal, José Lopes, esta quinta-feira, 23 de Março, num encontro com jornalistas.


Para a companhia "low cost", o Montijo é uma "oportunidade" para a abertura de ‘slots’ [espaço] na Portela, permitindo o seu crescimento.


"Vemos o Montijo como uma oportunidade para que o tráfego em Lisboa continue a crescer", afirmou.

José Lopes conta que tem sentido "restrições muito fortes" no actual aeroporto de Lisboa e perspectiva que até 2020 existirão "anos difíceis de crescimento".


Questionado sobre a intenção em mudar para o Montijo caso as taxas aeroportuárias sejam mais baixas, o responsável lembrou que "ninguém sabe qual vai ser o custo de operação" na nova pista.


Contudo, o porta-voz diz esperar que se "mantenha o mesmo paradigma" aplicado na Portela, onde estas contribuições aumentaram em função do tráfego gerado, não existindo uma relação custo-benefício.


Ao contrário da Easyjet, outras companhias "low cost" já mostraram disponibilidade para passar a voar para a margem sul do Tejo. É o caso da Ryanair e da Transavia, que admitem fazê-lo se existirem taxas mais baixas bem como uma rede de transportes apurada.


No próximo Inverno, a Easyjet – que é a terceira maior companhia a operar em Portugal - vai reforçar a operação em Lisboa nas rotas de Bordéus, Londres Luton, Lyon e Zurique, aproximando-se dos 300 voos por semana no Aeroporto Humberto Delgado. Todavia, deixa cair a sua única ligação aos Açores.

Ver comentários
Saber mais Easyjet Montijo Aeroporto Humberto Delgado Portela Ryanair José Lopes Tejo Transavia economia negócios e finanças transportes aviação
Outras Notícias