Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Loures e Odivelas querem estar ligadas por metro de superficie até 2027

Em declarações à agência Lusa, o presidente da Câmara Municipal de Loures, Bernardino Soares, adiantou que o projeto prevê cerca de 12 quilómetros de traçado e duas ligações, sendo uma Odivelas, Ramada, Santo António dos Cavaleiros e Hospital Beatriz Ângelo e outra Loures e Infantado.

Miguel Baltazar
Lusa 28 de Setembro de 2020 às 20:19
  • Assine já 1€/1 mês
  • 3
  • ...
As Câmaras de Loures e de Odivelas vão desenvolver um plano para ligar os dois municípios por metro de superfície, um projeto que estimam estar concluído até 2027, disseram hoje os autarcas à agência Lusa.

Os dois municípios, no distrito de Lisboa, vão levar na próxima semana a reunião de câmara uma proposta de protocolo de cooperação para perspetivar o traçado e a elaboração de projetos para expandir o metro da cidade de Odivelas à de Loures.

Em declarações à agência Lusa, o presidente da Câmara Municipal de Loures, Bernardino Soares (CDU), adiantou que o projeto prevê cerca de 12 quilómetros de traçado e duas ligações, sendo uma Odivelas, Ramada, Santo António dos Cavaleiros e Hospital Beatriz Ângelo e outra Loures e Infantado.

"Trata-se de um investimento que andará na ordem dos 250 a 300 milhões de euros, já com material circulante. Nós estamos de acordo com a opção de optar por um metro ligeiro de superfície porque ele tem uma capacidade significativa de transporte", apontou o autarca.

Bernardino Soares realçou que a concretização deste projeto, que terá financiamento comunitário, "é importantíssimo para toda a Área Metropolitana de Lisboa".

"Vai responder a uma necessidade da população do concelho de Loures, mas também de outros concelhos a norte e a oeste que atravessam todos os dias o concelho de Loures pela via rodoviária e que passarão a ter uma alternativa em transporte pesado", sublinhou.

Por seu turno, o presidente da Câmara Municipal de Odivelas, Hugo Martins (PS), realçou a importância desta obra, sublinhando que vai "libertar" a cidade em termos de estacionamento, de congestionamento de trânsito e dar "acesso direto ao Hospital Beatriz Ângelo.

"Esta obra é essencial para o município de Odivelas e eu tenho dito, desde há longo tempo, que era urgente expandir o metro ao município de Loures para diminuir a pressão do tráfego, do estacionamento e da poluição na cidade de Odivelas", sublinhou.

Entretanto, segundo uma notícia publicada hoje pelo jornal Público, o financiamento deste projeto está inscrito no Plano de Recuperação e Resiliência (PRR), que será apresentado na terça-feira pelo primeiro-ministro, António Costa.

"Há um projeto em concretização que se concretiza pelos trabalhos técnicos e de estudo, que temos vindo a fazer com o Metropolitano de Lisboa, com este protocolo que cimenta a parceria, que vai levar a elaboração do projeto, e com a inclusão desde investimento no plano de recuperação, que certamente garantirá o financiamento adequado para que ele seja uma realidade", apontou Bernardino Soares.

Já Hugo Martins estimou que a obra possa estar concluída até 2027, podendo os municípios, assim, beneficiar dos fundos comunitários.
Ver comentários
Saber mais Lisboa Loures Odivelas Hugo Martins Bernardino Soares Câmaras de Loures e de Odivelas Hospital Beatriz Ângelo política transportes
Mais lidas
Outras Notícias