Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Economia e contas das empresas nos EUA animam Wall Street

As bolsas norte-americanas regressaram aos ganhos na sessão desta terça-feira, animadas pelos bons dados económicos e pelos resultados trimestrais de cotadas de peso. Além disso, Trump não fecha a porta a um acordo comercial com a China, o que animou os investidores.

Reuters
Carla Pedro cpedro@negocios.pt 14 de Maio de 2019 às 21:17
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

O Standard & Poor’s 500 encerrou a valorizar 0,80% para 2.834,41 pontos e o Dow Jones somou 0,82% para 25.532,05 pontos.

 

Já o tecnológico Nasdaq Composite avançou 1,14% para 7.734,49 pontos.

 

"A escalada de tensões comerciais EUA-China mergulhou as bolsas numa espiral de queda na semana passada. Mas as ações não podem cair eternamente. A economia norte-americana está demasiado boa e os resultados das empresas são demasiado fortes para que isso aconteça". É assim que a CNN Business explica, de forma resumida, a reviravolta observada hoje em Wall Street.

 

Depois de fortes quedas na semana passada, que prosseguiram esta segunda-feira, hoje as bolsas do outro lado do Atlântico recuperaram fôlego.

 

Recorde-se que na passada sexta-feira entraram em vigor tarifas aduaneiras agravadas sobre o equivalente a 200 mil milhões de dólares de produtos chineses que entram nos EUA. Ontem a China anunciou medidas de retaliação e o presidente norte-americano, Donald Trump, endureceu as ameaças feitas a Pequim. Esta escalada de tensões levou a um arranque de semana bastante negativo, mas hoje os investidores mostraram um maior otimismo.

 

Além dos bons dados económicos nos EUA, e das contas trimestrais robustas de cotadas de peso no país, Trump veio dizer que ainda é possível um acordo comercial com Pequim, o que também animou o sentimento no mercado. Isto apesar de também ter sido avançado que os Estados Unidos estão já a preparar a lista de produtos para uma nova ronda de tarifas à China.

Ver comentários
Saber mais Wall Street Standard & Poor's 500 Nasdaq Composite Dow Jones bolsa EUA
Mais lidas
Outras Notícias