Mercados A “ideia peregrina” de ir para a bolsa, contada pelas tecnológicas
Conteúdo exclusivo para Assinantes Negócios Premium Se já é assinante, faça LOGIN

A “ideia peregrina” de ir para a bolsa, contada pelas tecnológicas

A possibilidade de uma start-up ir para a bolsa deixou de ser uma ideia irrealista. As tecnológicas que estão a participar no TechShare da Euronext percebem que é uma alternativa de financiamento, mas não por enquanto.
A “ideia peregrina” de ir para a bolsa, contada pelas tecnológicas
Bruno Simão/Negócios
Rita Atalaia 12 de outubro de 2018 às 13:00

A dimensão "ainda insuficiente", a necessidade imediata de capital ou a possibilidade de serem compradas por um "player" maior são alguns dos motivos das tecnológicas para não porem em prática a possibilidade de irem )

Conteúdo exclusivo para Assinantes Negócios Premium
Assine e aceda sem limites, no pc e no smartphone Assinar por 1€ por 1 mês



Notícias só para Assinantes
Análise, informação independente e rigorosa..
Para saber o que se passa em Portugal e no mundo, nas empresas, nos mercados e na economia.
Notícias e conteúdos exclusivos no website e aplicações móveis
Newsletter diária exclusiva para assinantes
Acesso ao epaper a partir das 22:00
Saiba mais
pub