Outros sites Cofina
Notícia

Estratégias de Loulé para combater a sazonalidade

Loulé tem uma balança comercial deficitária, importando muito mais do que exporta. E o sector mais importante, o turismo, quebra no Inverno. A câmara tenta contrariar essa situação.

Bruno Simões brunosimoes@negocios.pt 27 de Outubro de 2016 às 00:01
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

Oferta cultural para todo o ano
Os ministérios da Cultura e da Economia apresentaram em Agosto o programa "365 Algarve", que inclui 47 ofertas culturais distintas para o período entre o mês de Outubro e Maio de 2017. "O propósito é potenciar a actividade turística na época baixa e dar um contributo importante para combater a sazonalidade por via da oferta cultural", assinalou ao Negócios o presidente da câmara, Vítor Aleixo. Em Loulé vai haver, no total, 43 espectáculos nesse período.

Aposta em start-ups para compensar falta de indústria
A falta de uma indústria forte pode ser compensada com o aparecimento de empresas inovadoras e de alto perfil exportador. "O Algarve já teve uma indústria ligada aos frutos secos que perdeu importância e tem peso muito residual", nota Vítor Aleixo. Agora, "há alguns sinais de empresas de modelo start-up que começam a despontar no concelho". Entre os exemplos estão a Innuos, que exporta mais de 90% da produção, a Algardata, que vende para os Estados Unidos, ou a SPIC. A câmara isenta ainda de derrama de IRC as empresas com facturação até 150 mil euros.

Uma área empresarial que é a maior do algarve
Vítor Aleixo classifica a área empresarial de Loulé como exemplar. "É a maior área empresarial do Algarve" e está "bem equipada, bem estruturada e bem localizada", assinala. Tanto a Innuos como a Algardata estão localizadas neste empreendimento, que conta com um total de 218 mil metros quadrados e 130 empresas, bem como "um ninho de empresas e entidades formadoras".

Diversificação da oferta turística
Além dos grandes empreendimentos, localizados na zona litoral, e das praias que alavancam grande parte do turismo do concelho,  Loulé conta ainda com o golfe e o hipismo, cujos eventos se estendem durante todo o ano, e não estão concentrados apenas nos meses de pico, no Verão. Adicionalmente, Loulé começa a explorar as potencialidades do turismo de natureza nas suas zonas mais serranas, conta Vítor Aleixo.

Aposta no desporto
Além do golfe e do hipismo, é dos municípios com mais "associações e clubes desportivos", o que significa que há  muitos "atletas a praticar as mais variadíssimas modalidades", o que leva muita gente ao concelho. Em 2015, Loulé foi uma das nove cidades europeias do desporto.

Acordos de geminação
Loulé firmou um acordo de cooperação com a vila francesa de Créteil, onde reside uma grande comunidade portuguesa. O objectivo é mostrar aos franceses as potencialidades do concelho e levá-los a investir, em especial no sector imobiliário.

Mais notícias