Outros sites Cofina
Notícia

Sete Café: O ex-libris de Vilamoura tem assinatura de Figo

O "sports bar" que o ex-jogador Luís Figo e Paulo China exploram em Vilamoura, Loulé, facturou dois milhões de euros no ano passado e é uma das referências do empreendimento.

Bruno Simões brunosimoes@negocios.pt 27 de Outubro de 2016 às 12:00
Pedro Elias
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
Quando se pensa em Vilamoura, há duas coisas que vêm à memória: a imponente marina, onde estão estacionadas verdadeiras mansões flutuantes, e o Sete Café, popularmente conhecido como o bar do Figo. Situado numa localização privilegiada, a meio do passeio que contorna o complexo náutico, o Sete Café é uma "referência em Vilamoura" e serve amiúde de "ponto de encontro", conta ao Negócios Paulo China, que explora o espaço com Luís Figo.

O Sete Café está carregado de fotografias de jogadores de futebol nas paredes. Figo e Paulo China surgem na maioria delas, mas há espaço para muitas outras estrelas, como Cristiano Ronaldo, David Beckham ou o Ronaldo (Fenómeno).

A parceria com Luís Figo surgiu em 1998, no Campeonato Mundial de França – a última grande competição em que Portugal não marcou presença. Por essa altura, conta Paulo China, várias das antigas glórias da selecção portuguesa passavam férias em Vilamoura. "Chalana e Fernando Gomes estavam por cá, tal como Ronald Koeman, Ruud Gullit, Marco van Basten, Paul Gascoigne." Os jogadores portugueses da "Geração de Ouro" portuguesa imitaram as velha glórias e começaram a frequentar Vilamoura. Foi assim que Paulo China se tornou amigo de Luís Figo.

Hoje em dia, o bar, detido em 50% por cada um, factura cerca de dois milhões de euros por ano. No Verão chega a dar trabalho a 60 pessoas – fora da época de pico, o Sete Café tem 25 funcionários. Além do Sete Café, China e Figo exploram uma unidade hoteleira, a Suites Alba, no Carvoeiro.

Paulo China conta ao Negócios que transmite vários jogos de futebol no estabelecimento de Vilamoura. "Há pessoas de todo o mundo a virem cá para verem jogos do campeonato italiano e espanhol. Muitos fãs do Manchester United, treinado por José Mourinho. Nessa altura fazemos muita receita, porque é um público gastador."

O empresário nota que os conflitos no Médio Oriente estão a canalizar turistas de novas nacionalidades para o Algarve e pede ao Governo um cuidado especial para não afugentar os investidores no sector.
Mais notícias