Outros sites Cofina
C-Studio
Mais informações

C•Studio é a marca que representa a área de Conteúdos Patrocinados do universo Cofina.
Aqui as marcas podem contar as suas histórias e experiências.

Notícia

Nova mobilidade, ferrovia e descarbonização em debate no Alentejo

O setor dos transportes é atualmente responsável por 25% das emissões de gases com efeito de estufa. A 26 e 27 de janeiro, em Évora, especialistas e decisores vão debater, a partir da região do Alentejo, como desenvolver a mobilidade sustentável e inteligente, com especial atenção à ferrovia.

17 de Janeiro de 2023 às 11:30

O desenvolvimento da ferrovia é reconhecido como um dos instrumentos mais eficazes para atingir a neutralidade carbónica nos transportes, com grande impacto na coesão e no desenvolvimento económico do território. Esse será um ponto fundamental do debate que terá lugar na IV Energy and Climate Summit.


Esta conferência irá contar não só com a presença de especialistas e responsáveis do setor da mobilidade, mas também com o contributo de governantes, reguladores e autarcas. Os temas a abordar incluem a necessidade de alterações estruturais para uma mobilidade sustentável e inteligente, como a promoção da intermodalidade, o redesenho das cidades e o planeamento do território.


"É muito importante fazer avançar o debate sobre a nova mobilidade e a descarbonização", defende Ricardo Campos, presidente do Fórum da Energia e Clima, e coorganizador da conferência. "A transição para a neutralidade carbónica é muito exigente. Há transformações que serão mais rápidas, como a disponibilização de transportes públicos mais atrativos e acessíveis, mais ligações na ferrovia, e maior aposta na digitalização do sistema de transportes, na intermodalidade e na mobilidade elétrica", acrescenta. No entanto, avisa o responsável, "é necessário avançar com alterações de médio e longo prazo, relacionadas com a forma como desenhamos e pensamos o território e as cidades. A cidade do século XX foi desenhada para os carros, e temos agora de desenhar cidades para as pessoas."


"É necessário avançar com alterações de médio e longo prazo, relacionadas com a forma como desenhamos e pensamos o território e as cidades."
Ricardo Campos, presidente do Fórum da Energia e Clima

Como articular planeamento urbano, descentralização e mobilidade sustentável?


Para a sessão de abertura, no auditório da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Alentejo, estarão presentes responsáveis governamentais, universitários, e autarcas, estando prevista uma intervenção de Ana Paula Vitorino, presidente da Autoridade da Mobilidade e dos Transportes, sobre estratégia da mobilidade e do transporte ferroviário.


O primeiro painel irá discutir como articular o planeamento urbano, a nova mobilidade e a descentralização dos serviços. Esta questão irá orientar o debate, que integrará as experiências de Vila Real, Pontevedra e Albufeira. Já o segundo painel do dia procurará, a partir do grande investimento em curso na ferrovia no âmbito do PRR, perspetivar o impacto desta transformação na coesão territorial e no desenvolvimento económico, com a participação dos principais responsáveis pela ferrovia em Portugal. Para finalizar o dia estará em debate a articulação entre os vários modos de transporte e a digitalização de todo o sistema, com a participação de decisores políticos e de responsáveis públicos do setor.


O segundo dia será dedicado ao transporte público e à necessária evolução para reforçar a atratividade, não só em ambiente urbano, mas em todo o território. Segundo Ricardo Campos "vamos abordar estes temas a partir da região Alentejo, onde a ferrovia terá um contributo decisivo para o desenvolvimento económico e social e onde há projetos, na área da mobilidade, de grande inovação, e que podem ser replicados noutros países".


"Vamos abordar estes temas a partir da região Alentejo, onde a ferrovia terá um contributo decisivo para o desenvolvimento económico e social"
Ricardo Campos, presidente do Fórum da Energia e Clima



Projeto promove debate sobre ação climática nos PALOP


De recordar que esta conferência integra um ciclo de iniciativas, a decorrer no âmbito do Projeto GUARDIÕES, que se encerra com uma conferência sobre economia circular que terá lugar em Portalegre, no mês de abril. No entanto, está já prevista uma segunda fase do projeto, que se estenderá aos PALOP, com iniciativas agendadas para Cabo Verde e previstas para Portugal e Brasil, na segunda metade do ano.


Este projeto, promovido pelo Instituto Politécnico de Portalegre, em parceria com o Fórum da Energia e Clima e com a Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Alentejo, visa congregar vontades e desenvolver soluções que façam do Alentejo um exemplo na transição para uma economia mais circular e sustentável.


As entidades organizadoras já promoveram três conferências no âmbito deste projeto. A primeira, em Portalegre, sobre conhecimento e cultura. A segunda, sobre a transição energética, em Sines. E a terceira, em Beja, sobre gestão da água. O IV Energy and Climate Summit será transmitido em direto em: https://www.facebook.com/forumenergiaeclima/.