Ambiente Mourinho Félix: Neutralidade carbónica vai custar um bilião de euros

Mourinho Félix: Neutralidade carbónica vai custar um bilião de euros

O secretário de Estado argumenta que o Governo está comprometido com a sustentabilidade, sendo Portugal um dos primeiros países a comprometer-se com a neutralidade carbónica em 2050.
Mourinho Félix: Neutralidade carbónica vai custar um bilião de euros
Miguel Baltazar/Negócios
Patrícia Abreu 27 de janeiro de 2020 às 19:54

Portugal comprometeu-se a atingir a neutralidade carbónica em 2050. Um objetivo que vai precisar do envolvimento de todos. Segundo Ricardo Mourinho Félix, secretário de Estado adjunto e das Finanças, alcançar esta meta irá custar "mil milhares de milhões de euros" (um bilião de euros), sendo que cerca de 86 mil milhões de euros vão exigir investimento adicional em infra-estruturas, um financiamento no qual o setor financeiro terá um papel fundamental.

 

Do bilião de euros necessários para Portugal atingir a neutralidade carbónica em 2050, 930 mil milhões vão ser o resultado da dinamização da atividade das empresas e da própria economia", adiantou Mourinho Félix, no evento Via Bolsa, da Euronext Lisbon.

 

Segundo o governante, os 86 mil milhões de euros que faltam para cumprir a neutralidade serão garantidos por um "investimento adicional" em infra-estruturas.

 

O secretário de Estado garante, por isso, que este investimento irá gerar oportunidades, adiantando que é fundamental desenvolver as finanças sustentáveis.

 

Da parte do Governo, Mourinho Félix promete medidas de incentivo, desde logo através de incentivos fiscais, lembrando que no orçamento do Estado para 2020 está já prevista a dinamização da emissão de obrigações verdes.

 

Mourinho Félix alertou ainda para a necessidade de haver "regras claras para produtos financeiros sustentáveis".




pub

Marketing Automation certified by E-GOI