Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Comércio mundial encolhe em 2019 pela primeira vez desde a crise financeira

Os números finais confirmam que o comércio mundial encolheu em 2019, o que não acontecia há dez anos.

Tiago Varzim tiagovarzim@negocios.pt 25 de Fevereiro de 2020 às 15:14
  • Assine já 1€/1 mês
  • 1
  • ...
Tal como já se antevia, 2019 foi um ano difícil para o comércio mundial: o volume de trocas comerciais baixou no ano passado pela primeira vez desde 2009, ano da crise financeira, mostram os dados do CPB World Trade Monitor divulgados esta terça-feira, 25 de fevereiro.

O comércio mundial encolheu 0,4% no acumulado do ano. Apesar de não ser uma queda muito expressiva, esta redução é a primeira desde 2009 e segue-se a uma subida superior a 3% em 2018. 

2019 ficou marcado pela política comercial protecionista da administração Trump. O principal alvo das tarifas dos Estados Unidos foi a China, mas a União Europeia, a Rússia, a Venezuela, entre outros países, também não escaparam às taxas norte-americanas. 
As tarifas direcionadas a certos produtos e países tornam os bens mais caros e, por isso, tendem a levar à redução da sua importação ou à sua substituição por outros países, o que tem repercussões em toda a cadeia de valor global.

O impacto da redução do comércio nas duas maiores economias do mundo, os EUA e a China, somado ao impacto da desaceleração económica a nível mundial, condicionou as trocas comerciais em 2019. Na União Europeia, um dos países mais afetados foi a Alemanha, cuja dependência das exportações é elevada, tendo a indústria transformadora entrado em recessão.

Estes números já mostram a debilidade do comércio mundial que poderá ser intensificada pela propagação do coronavírus Covid-19. O impacto não é direto - a Organização Mundial de Saúde (OMS) já veio esclarecer que o vírus não sobrevive em caixas de encomendas, por exemplo -, mas sim indireto: a paralisação de fábricas, principalmente na China, que é uma peça crucial na cadeia de valor global, poderá ter impacto nas empresas em todo o mundo, condicionando as exportações e as importações.

A esperança anterior era de que 2020 fosse um ano melhor para o comércio mundial uma vez que a confiança dos empresários e os índices de produção industrial tinham mostrado sinais de recuperação no final de 2019. O próprio indicador de comércio mundial aponta para uma subida de 0,3% em dezembro.
Ver comentários
Saber mais comércio internacional bens serviços exportações importações comércio
Mais lidas
Outras Notícias