Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

José Manuel Costa assume direcção definitiva da Cinemateca

Director interino desde Janeiro e funcionário desde 1976, José Manuel Costa foi o escolhido pelo secretário de Estado da Cultura para liderar a Cinemateca Portuguesa – Museu do Cinema. Rui Cartaxo Machado, na instituição desde 1990, é o novo subdirector.

Jorge Godinho/Correio da Manhã
Diogo Cavaleiro diogocavaleiro@negocios.pt 11 de Fevereiro de 2014 às 15:12
  • Assine já 1€/1 mês
  • 1
  • ...

José Manuel Costa é o novo director da Cinemateca Portuguesa – Museu do Cinema. Naquela casa desde 1976, foi subdirector em dois momentos diferentes e desde Janeiro era director interino. O nome foi confirmado esta terça-feira, 11 de Fevereiro, num comunicado emitido pelo secretário de Estado da Cultura, Jorge Barreto Xavier.

 

Esta era uma das decisões pendentes desde o ano passado, num processo que contou com três concorrentes. José Manuel Costa ficou com o lugar que era pretendido tanto por Adelaide Rocha como por Maria Manuela Correia. O processo, conduzido pela CReSAP (Comissão de Recrutamento e Selecção para a Administração Pública), contou com uma entrevista pessoal feita por Barreto Xavier.


Ao “Público”, o novo responsável deste organismo, que tem como missão salvaguardar e divulgar o património cinematográfico, afirmou que irá apresentar “uma nova proposta estratégia”, incluindo “medidas de reestruturação”. José Manuel Costa não se quis alongar nessas explicações, mas anunciou que o anúncio será feito “muito em breve”.

 

Professor de História do Cinema e Documentação, na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, José Manuel Costa está na Cinemateca desde 1976. Foi subdirector entre 1995 e 1997 e entre 2010 e 2014. Neste último período, acompanhou a directora Maria João Seixas, uma forte crítica da actual situação financeira a que chegou o organismo cultural. Ficou como director interino aquando da sua saída. O novo director da instituição foi responsável pela divisão do serviço de programação e divulgação mas também do arquivo fílmico, de acordo com o comunicado de Barreto Xavier.

 

Nesse documento, Barreto Xavier revela que escolheu para subdirector Rui Cartaxo Machado, na Cinemateca desde 1990. Começou como técnico de conservação e preservação fílmica e chegou a chefe de departamento do Arquivo Nacional de Imagens em Movimento (ANIM), que pertence àquela instituição.

 

José Manuel Costa volta a enfrentar problemas financeiros

 

A Cinemateca Portuguesa tem sido notícia pelos alegados constrangimentos orçamentais que enfrenta. A antiga directora, Maria João Seixas, chegou a dizer que era necessário uma injecção de dinheiro para impedir o fecho deste organismo cultural. Foram várias as alterações à programação habitual que a direcção da Cinemateca, a que pertencia José Manuel Costa, teve de fazer para possibilitar a continuação do funcionamento, desde o corte na legendagem ao maior recurso à exibição de filmes da sua colecção.

 

Entretanto, em 2014, a Cinemateca pôde recorrer ao Fundo de Fomento Cultural (um fundo que recebe verbas de jogos sociais para apoiar a cultura), o que evitou o seu fecho. Mas esta decisão é excepcional e não é a ideal, conforme já o admitiu Barreto Xavier. Foi a forma encontrada para cobrir a perda de receitas com a taxa de exibição (principal fonte de receita do organismo, que é imposta a anunciantes nas televisões). A Lei do Cinema poderá ser alterada para que a Cinemateca possa ser receptora de fundos e modificar o seu financiamento. Um trabalho que terá de ser gerido por José Manuel Costa.

Ver comentários
Saber mais José Manuel Costa Rui Cartaxo Machado Comissão de Recrutamento e Selecção para a Administração Pública Jorge Barreto Xavier Maria João Seixas
Mais lidas
Outras Notícias