Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

António Costa sai do Governo e apresenta-se como candidato do PS à Câmara de Lisboa

A Comissão Política Nacional do PS reúne-se hoje ao fim da tarde para oficializar a escolha de António Costa como candidato socialista às eleições intercalares para a Câmara de Lisboa, ontem marcadas pelo Governo Civil da capital para 1 de Julho.

Negócios com Lusa 15 de Maio de 2007 às 09:30
  • Partilhar artigo
  • ...

A Comissão Política Nacional do PS reúne-se hoje ao fim da tarde para oficializar a escolha de António Costa como candidato socialista às eleições intercalares para a Câmara de Lisboa, ontem marcadas pelo Governo Civil da capital para 1 de Julho.

A escolha do actual ministro de Estado e da Administração Interna como candidato à sucessão de Carmona Rodrigues vai obrigar a uma remodelação governamental, que fonte socialista disse à Lusa na noite de segunda-feira que será apenas "cirúrgica".

Em termos legais, António Costa apenas terá de deixar de ser ministro de Estado e da Administração Interna no momento em que formalizar a sua candidatura a presidente da Câmara de Lisboa no tribunal, cujo prazo termina no próximo dia 21.

No entanto, elementos do executivo e da direcção do PS referiram à agência Lusa haver "conveniência política" em que a substituição de Costa no Governo se faça "pouco depois" da decisão da Comissão Política Nacional dos socialistas.

As mesmas fontes garantiram também que o primeiro-ministro, José Sócrates, não aproveitará a candidatura de António Costa a presidente da Câmara de Lisboa para fazer mudanças significativas na sua equipa. Mudar apenas o ministro, mantendo os respectivos secretários de Estados é mesmo o cenário preferido por Sócrates, até porque Portugal se prepara para assumira presidência da União Europeia, o que redobra a necessidade de estabilidade governativa.

Segundo a imprensa generalista desta manhã, Vitalino Canas e Edite Estrela são algumas das opções que estarão a ser ponderadas para substituir António Costa.

No campo do PSD, Fernando Seara, presidente da Câmara de Sintra, confirmou segunda-feira à noite à SIC Notícias que recusara, por "questões pessoais", o convite que lhe fora dirigido por Marques Mendes para ser o candidato social-democrata. 

Outras Notícias