Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Concessão de crédito aumenta e crédito malparado volta a crescer

As instituições bancárias a operar em Portugal voltaram a emprestar mais dinheiro às famílias, em Outubro. No total, os créditos cresceram pouco menos de 1%, enquanto o crédito malparado aumentou mais de 2% quando comparado com o mês anterior.

Sara Antunes saraantunes@negocios.pt 20 de Dezembro de 2007 às 11:59
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

As instituições bancárias a operar em Portugal voltaram a emprestar mais dinheiro às famílias, em Outubro. No total, os créditos cresceram pouco menos de 1%, enquanto o crédito malparado aumentou mais de 2% quando comparado com o mês anterior.

O saldo total dos empréstimos às famílias, em Outubro, superou, pela primeira vez, os 125 mil milhões de euros, mais 0,95% do que no mês anterior e mais 9,5% do que em igual período do ano passado, de acordo com o Boletim Estatístico de Dezembro do Banco de Portugal, divulgado hoje.

Quanto ao crédito malparado, voltou a registar-se um aumento. No total, as instituições financeiras têm, entre as cobranças duvidosas, mais de 2,2 mil milhões de euros, o que corresponde a um aumento superior a 2% face a Setembro e de 1,49% face ao mesmo período do ano passado.

Ainda assim, o peso do crédito malparado no total dos empréstimos não chega aos 2%.

O segmento de crédito à habitação é o que corresponde à maior fatia destes valores. Em Outubro, o saldo dos empréstimos à habitação cresceu 1% para os 99,9 mil milhões de euros (mais 9,8% do que em Outubro do ano passado), e o crédito malparado aumentou 1,38% para os 1,24 mil milhões de euros.

O crédito ao consumo representa 12,45 mil milhões de euros do total dos empréstimos, e registou uma acréscimo de 1,8% face a Setembro e de 11,79% face a Outubro do ano passado. O crédito malparado também cresceu mais de 5% face ao mês anterior, mas quando comparado com o período homólogo até registou uma quebra de 1,8%.

O segmento de empréstimos para outros fins verificou uma quebra de 0,41% para os 12,63 mil milhões de euros, mas quando comparado com o período homólogo aumentou em 5,2%. Já as cobranças duvidosas cresceram 2,56% para os 561 milhões de euros, neste segmento. Um valor que corresponde a menos 5,5% do que o total verificado em Outubro do ano passado.

No que toca às empresas, também se verificou um aumento de concessão de empréstimos. As instituições financeiras emprestaram mais 0,7% a sociedades não financeiras do que em Setembro totalizando 99,56 mil milhões de euros. Um valor que corresponde a um aumento de 8,6% face ao mesmo período do ano passado.

Quanto às cobranças duvidosas a evolução foi distinta. O crédito malparado situou-se nos 1,66 mil milhões de euros, menos 1,12% do que no mês anterior e do que em Outubro do ano passado.

Outras Notícias